Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

OPEP: Procura por petróleo em 2015 vai ser a mais baixa dos últimos 12 anos

O cartel responsável por 40% do petróleo produzido a nível mundial reviu em baixas as projecções para a procura pelos seus barris no próximo ano. Justifica o corte com a economia, mas também com o petróleo de xisto dos EUA.

A carregar o vídeo ...
OPEC Cuts 2015 Crude Demand Forecast to 12 Year Low
Paulo Moutinho 10 de Dezembro de 2014 às 12:09
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) reviu em baixa as projecções para a procura de petróleo produzido pelos seus membros. Antecipa que perante o enfraquecimento da economia, mas também a maior produção nos EUA, os fornecimentos da matéria-prima por parte do cartel vão cair para o nível mais baixo dos últimos 12 anos em 2015.

 

No próximo ano, de acordo com o boletim mensal da OPEP citado pela Bloomberg, a procura pelo petróleo do cartel será menor em 300 mil barris por dia, para um total de 28,9 milhões de barris diários. É sensivelmente menos 1,15 milhões de barris por dia do que os 12 membros produziram no mês passado e a meta de 30 milhões de barris reiterada na reunião realizada a 27 de Novembro.

 

"A revisão em baixa reflecte o ajustamento em alta aos fornecimentos de petróleo de países que não pertentem à OPEP [nomeadamente os EUA], bem como a diminuição da previsão para a procura mundial" diz a OPEP, acrescentando que o impacto da queda de 40% dos preços da matéria-prima nos mercados internacionais, este ano, vai ter na oferta e na procura de petróleo.

 

Desde a reunião da OPEP, em que foi mantida a produção por parte do cartel, os preços do petróleo acentuaram a tendência negativa. O West Texas Intermediate, negociado em Nova Iorque, acumula uma queda de 36% no ano, tendo atingido mínimos de cinco anos nas últimas sessões: 62,25 dólares. Segue a perder 1,79% para 62,65 dólares, já o Brent está a ceder 1,69% para cotar nos 65,71 dólares. Cai 40,4% em 2014.

Ver comentários
Saber mais Matérias-primas petróleo queda preços OPEP
Outras Notícias