Petróleo Petróleo cai mais de 2% e atinge novo mínimo de cinco anos

Petróleo cai mais de 2% e atinge novo mínimo de cinco anos

O petróleo de referência para Portugal cai mais de 2%, atingindo um novo mínimo de 2009, numa altura em que têm aumentado os sinais de que a oferta de matéria-prima não vai diminuir e que os preços praticados pela indústria podem diminuir.
Petróleo cai mais de 2% e atinge novo mínimo de cinco anos
Reuters
Sara Antunes 08 de dezembro de 2014 às 10:10

O Brent, negociado em Londres e de referência para Portugal, cai 2,03% para 67,67 dólares por barril, tendo já tocado nos 67,35 dólares, o que corresponde ao valor mais baixo desde Outubro de 2009. Já o West Texas Intermediate (WTI), negociado em Nova Iorque, cai 1,59% para 64,79 dólares, aproximando-se também de um mínimo de cinco anos.

 

A contribuir para a queda dos preços da matéria-prima estão as notícias que revelam que os produtores de petróleo dos EUA estão a preparar-se para enfrentar a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), aumentando a exploração e a produção.

 

Os exploradores de petróleo nos EUA aumentaram as plataformas operacionais na semana passada, travando desta forma as previsões de abrandamento da exploração de petróleo nos EUA, revela a Bloomberg.

 

Os preços do petróleo têm vindo a diminuir devido a práticas comerciais de alguns países, como a Arábia Saudita, que fornece matéria-prima a preços mais baixos do que a média do mercado, e devido à manutenção das quotas de produção da OPEP, que decidiu, apesar da queda dos preços, manter os níveis de produção inalterados. 




Marketing Automation certified by E-GOI