Petróleo Petróleo terá de baixar para 20 dólares para competir com energias alternativas

Petróleo terá de baixar para 20 dólares para competir com energias alternativas

A energia eólica e solar já produz eletricidade muito mais útil para os veículos elétricos do que o petróleo comprado no mercado à vista, conclui o BNP Paribas.
Bloomberg 06 de agosto de 2019 às 14:00

As fontes eólica e solar podem produzir energia sete vezes mais útil para os carros, em termos de investimento, do que a gasolina com os preços do petróleo nos atuais níveis, segundo o BNP Paribas.

 

O petróleo teria de desvalorizar para 9 a 10 dólares por barril no longo prazo para que os carros a gasolina continuem competitivos face à energia limpa dos veículos elétricos, e para 17 a 19 dólares o barril no caso do diesel, disse Mark Lewis, chefe global de pesquisa em sustentabilidade da unidade de gestão de recursos do BNP.

 

"A nossa análise leva a uma conclusão muito clara para o setor de petróleo: para o mesmo investimento hoje, a energia eólica e solar já produzirá eletricidade muito mais útil para os veículos elétricos do que o petróleo comprado no mercado à vista", disse Lewis. "São números impressionantes" e sugerem que o modelo económico das energias renováveis, em conjunto com os veículos elétricos, deve tornar-se "irresistível na próxima década".

 


Lewis cunhou o termo "retorno de energia sobre o capital investido" para explicar o modelo económico do transporte rodoviário. É uma medida dos recursos gastos em petróleo e energias renováveis e o diferencial da energia líquida produzida quando usada para fornecer mobilidade, disse.

 

Ainda assim, as mudanças levarão tempo.

 

"A indústria petrolífera desfruta hoje de uma enorme vantagem de escala sobre a energia eólica e solar em várias magnitudes - o petróleo respondeu por 33% da energia global em 2018, comparado com apenas 3% da energia eólica e solar", disse Lewis.

 

 

Preços mais altos de carbono aplicados em mais lugares do mundo aumentariam a possibilidade de atingir as metas de emissão implícitas no acordo de Paris fechado em 2015, avalia Lewis.

 

Texto original: Oil Needs to Fall Below $20 to Compete With Green Alternatives




pub

Marketing Automation certified by E-GOI