Petróleo Petróleo afunda após previsões de excesso de oferta da AIE

Petróleo afunda após previsões de excesso de oferta da AIE

Pelo quarto ano consecutivo, em 2017 a oferta de petróleo vai exceder a procura, de acordo com as previsões da AIE. A matéria-prima está a reagir em queda.
Petróleo afunda após previsões de excesso de oferta da AIE
Bloomberg
Nuno Carregueiro 13 de setembro de 2016 às 13:00

A Agência Internacional de Energia (AIE) cortou as previsões para o consumo mundial de petróleo este ano e no próximo, devido à "dramática desaceleração na China e Índia" e fraco crescimento nas economias desenvolvidas.

 

Estas novas previsões levaram a AIE a perspectivar que em 2017 a oferta de petróleo no mercado vai exceder a procura, o que a confirmar-se acontecerá pelo quarto ano consecutivo.

 

Uma previsão que surpreende já que no mês passado a agência antevia o regresso ao equilíbrio no mercado petrolífero já este ano.

 

A AIE aponta agora que a procura de petróleo aumente 1,3 milhões de barris de petróleo por dia durante este ano, menos 100 mil barris do que a anterior previsão. Em 2017 a procura irá aumentar 1,2 milhões de barris por dia, o que traduz um corte de previsões de 200 mil barris.

 

Com a AIE a prever mais um ano de excesso de capacidade do mercado petrolífero, a matéria-prima acentuou a tendência de queda nos mercados internacionais. O Brent cede 1,95% para 47,38 dólares por barril e em Nova Iorque o crude cede 2,31%para 45,22 dólares.

 

De acordo com o relatório da AIE, o crescimento do consumo da matéria-prima atingiu um mínimo de dois anos no terceiro trimestre, devido sobretudo à fraca procura na China e Índia.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI