Mercados num minuto Abertura dos mercados: Acordo comercial ainda se faz sentir na Europa. Libra e petróleo sobem

Abertura dos mercados: Acordo comercial ainda se faz sentir na Europa. Libra e petróleo sobem

Os principais mercados europeus abriram a sessão de hoje a negociar em alta, à boleia ainda do acordo comercial parcial firmado na semana passada entre os Estados Unidos e a China. A libra continua a beneficiar da vitória com maioria de Boris Johnson.
Abertura dos mercados: Acordo comercial ainda se faz sentir na Europa. Libra e petróleo sobem
Reuters
Gonçalo Almeida 16 de dezembro de 2019 às 09:17

Os mercados em números

PSI-20 sobe 0,5% para 5.229,25 pontos

Stoxx 600 avança 0,87% para 415,59 pontos

Nikkei desvalorizou 0,29% para 23.952,35 pontos

Juros da dívida portuguesa a dez anos descem 0,5 pontos base para 0,357%

Euro aprecia 0,11% para os 1,113 dólares 

Petróleo em Londres ganha 0,15% para os 65,32 dólares por barril

 

Acordo EUA-China ainda ecoa nos mercados europeus
Os principais mercados europeus abriram a primeira sessão da semana ainda a refletir o acordo comercial parcial entre os Estados Unidos e a China, selado na semana passada. O Stoxx 600, o índice que reúne as 600 maiores cotadas da região, ganha 0,87% para 415,59 pontos.

Na passada quinta-feira, os representantes de Washington avançaram com a notícia de que o acordo com Pequim estaria firmado e, no dia seguinte, foi a vez da China confirmar. Este avanço nas negociações entre as duas maiores economias do mundo impulsionou a negociação, na reta final da semana passada, e hoje continua a ecoar no sentimento dos mercados. 

A dar força estão também os dados industriais da China, que mostraram que o setor do retalho e o setor industrial cresceram mais do que o previsto em novembro.

Por cá, o índice PSI-20 avança 0,5% para 5.229,25 pontos, apoiado pela EDP, que negoceia em máximos de junho de 2008, ao valorizar 0,77% para os 3,779 euros por ação. Em alta, está também o BCP, que sobe 0,84% para os 20 cêntimos.  

 

Juros da Zona Euro em queda
Os juros da dívida das principais economias da Zona Euro seguem hoje em queda, devido sobretudo à boa prestação dos mercados de ações. Na Alemanha, a "bund" a dez anos cai 1,3 pontos base para os -0,306% e por cá, os juros portugueses escorregam 0,5 pontos base para os 0,357%. 

Apesar das quedas gerais, os juros da dívida de Itália contrariam a tendência e sobem 1,4 pontos base para os 1,268%. 

 

Libra ainda em euforia com Brexit. Euro sobe
Depois das eleições gerais no Reino Unido terem dado a maioria na Câmara dos Comuns ao Partido Conservador, de Boris Johnson, a libra conheceu um movimento ascendente que a levou a máximos desde março, num pico intradiário. 

Hoje, essa prestação mantém-se, apesar de mais contida, e a divisa britânica sobe 0,3% para os 1,337 dólares. O euro acompanha essa tendência e aprecia 0,11% para os 1,113 dólares.  

 

Petróleo mantém trajetória ascendente
Na semana passada, o acordo entre os Estados Unidos e a China deu força aos preços do petróleo, que escalaram para máximos desde setembro, com o Brent a romper a barreira dos 65 dólares por barril e o WTI a escalar a dos 60 dólares. 

Hoje, no entanto, apesar de, estarem a valorizar, não o fazem com a mesma força. O Brent, negociado em Londres e referência para Portugal, ganha 0,15% para os 65,32 dólares por barril e o WTI avança 0,08% para os 60,12 dólares. 

 

Ouro em leve queda com acalmia nos mercados

O ouro, considerado um ativo de refúgio que os investidores tendem a procurar quando existe turbulência internacional, segue hoje em leve queda, devido à acalmia nos mercados bolsistas.

Por esta altura, o metal precioso desvaloriza 0,05% para os 1.475,73 dólares por onça.  




pub

Marketing Automation certified by E-GOI