Mercados num minuto Abertura dos mercados: Bolsas recuam de máximos, petróleo cai e juros portugueses atingem novo mínimo

Abertura dos mercados: Bolsas recuam de máximos, petróleo cai e juros portugueses atingem novo mínimo

As bolsas europeias estão a negociar em queda após duas sessões de subidas, enquanto o petróleo segue com sinal vermelho e a libra em máximos de um mês. Já os juros portugueses seguem no nível mais baixo de sempre.
Abertura dos mercados: Bolsas recuam de máximos, petróleo cai e juros portugueses atingem novo mínimo
Bloomberg
Rita Faria 26 de fevereiro de 2019 às 09:14

Os mercados em números

PSI-20 desce 0,29% para 5.138,13 pontos

Stoxx 600 perde 0,33% para 370,97 pontos

Nikkei desvalorizou 0,37% para 21.449,39 pontos

Juros da dívida portuguesa a dez anos descem 1,4 pontos para 1,452%

Euro recua 0,02% para 1,1356 dólares

Petróleo em Londres cai 0,23% para 64,61 dólares o barril

 

Bolsas europeias recuam de máximos

As bolsas europeias estão a negociar em queda esta terça-feira, 26 de fevereiro, depois de duas sessões consecutivas de ganhos que levaram o índice de referência Stoxx600 para máximos de outubro.

 

As ações europeias foram animadas no arranque da semana pelas declarações do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump que, no domingo, anunciou o adiamento da subida das tarifas sobre as importações chinesas e disse esperar por um encontro com o presidente chinês Xi Jinping para fechar um acordo.

 

No entanto, na segunda-feira, Trump avisou que, apesar da sua expectativa, um acordo "pode não acontecer de todo", o que acabou por travar o ânimo dos investidores.

 

O Stoxx600 perde 0,33% para 370,97 pontos, numa altura em que todos os principais índices europeus seguem em queda, incluindo o PSI-20, que desliza 0,29% para 5.138,13 pontos.

 

A pressionar estão sobretudo o BCP e as cotadas do grupo EDP. O banco liderado por Miguel Maya recua 1,29% para 23,02 cêntimos, a EDP desce 0,72% para 3,177 euros e a EDP Renováveis perde 0,54% para 8,23 cêntimos.

 

Juros portugueses atingem novo mínimo histórico

Acompanhando a tendência da generalidade dos países do euro, os juros da dívida portuguesa estão em queda, negociando num novo mínimo histórico no prazo a dez anos. Nesta maturidade, a yield recua 1,4 pontos para 1,452%, o valor mais baixo de sempre.

 

Em Espanha, no mesmo prazo, os juros descem 2,2 pontos para 1,141%, em Itália recuam 2,1 pontos para 2,752% e na Alemanha descem 1,1 pontos para 0,097%.

 

Libra em máximos de quase um mês

A libra está a valorizar face ao dólar pela terceira consecutiva, negociando no nível mais alto em quase um mês, depois de tanto o governo como a oposição terem dado sinais de uma mudança de estratégia em relação ao Brexit.

 

Os trabalhistas mostraram-se favoráveis à realização de um segundo referendo sobre o Brexit, enquanto a primeira-ministra deverá levar a discussão o tema do adiamento da saída além de 29 de março numa reunião do governo esta terça-feira.

 

Nesta altura, a libra ganha 0,43% para 1,3153 dólares, o valor mais alto desde 31 de janeiro.

 

Petróleo em baixa ligeira após comentário de Trump

O petróleo está a negociar em baixa ligeira nos mercados internacionais, depois de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter escrito ontem no Twitter que os preços estão a ficar demasiado elevados e que a OPEP deve "relaxar" e "ter calma".

 

O líder da Casa Branca pretende convencer os membros do cartel a relaxar os seus cortes na produção, de forma a travar o aumento das cotações, que já subiram 30% desde o natal.  

 

Em Londres, o Brent desvaloriza 0,23% para 64,61 dólares, enquanto em Nova Iorque o WTI recua 0,47% para 55,22 dólares.

 

Ouro e prata em queda

O ouro e a prata estão em queda esta terça-feira, dia em que o presidente da Fed, Jerome Powell, vai fazer o seu discurso semestral sobre política monetária no Senado. Powell poderá dar pistas sobre o rumo dos juros nos Estados Unidos, depois de a Fed ter dito que será paciente no que toca ao ritmo de subida.

 

O ouro cai 0,19% para1.325,08 dólares, enquanto a prata desce 0,29% para 15,8531 dólares.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI