Mercados num minuto Abertura dos mercados: Crescimento global ensombra mercados. Bolsas, euro e petróleo em queda

Abertura dos mercados: Crescimento global ensombra mercados. Bolsas, euro e petróleo em queda

As bolsas europeias estão a cair pela segunda sessão, penalizadas pelos receios em torno do crescimento global. Também o euro e o petróleo estão a ser pressionados pelas estimativas mais negativas.
Abertura dos mercados: Crescimento global ensombra mercados. Bolsas, euro e petróleo em queda
Reuters
Rita Faria 22 de janeiro de 2019 às 09:18

Os mercados em números

PSI-20 desce 0,25% para 5.074,76 pontos

Stoxx 600 cai 0,21% para 355,61 pontos

Nikkei desvalorizou 0,47% para 20.622,91 pontos

Juros da dívida portuguesa a dez anos caem 1,1 pontos para 1,740%

Euro recua 0,05% para 1,1359 dólares

Petróleo em Londres desce 1,08% para 62,06 dólares o barril

 

Bolsas europeias em queda pela segunda sessão

As bolsas europeias estão a negociar em queda esta terça-feira, 22 de janeiro, pela segunda sessão consecutiva, penalizadas pelos receios dos investidores em relação ao crescimento da economia global.

 

Isto depois, de ontem o FMI ter cortado as estimativas para o crescimento mundial em 2019 para 3,5%, o que, a confirmar-se, será o pior desempenho dos últimos três anos. Esta revisão foi conhecida no mesmo dia em que Pequim revelou que a economia chinesa, a segunda maior do mundo, cresceu 6,6% em 2018, a pior marca em 28 anos.

 

Há, assim, uma série de sinais negativos que estão a alimentar o pessimismo dos investidores, e que deverão marcar os debates no Fórum Económico Mundial que arranca hoje, em Davos.

 

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, cai 0,21% para 355,61 pontos, prolongando as perdas da sessão asiática, depois de as bolsas dos Estados Unidos, um farol dos mercados acionistas, terem estado encerradas no arranque da semana.

 

Por cá, o BCP e a Galp estão entre as cotadas que mais penalizam o PSI-20. O banco liderado por Miguel Maya cede 1,11% para 24,04 cêntimos enquanto a petrolífera desvaloriza 0,66% para 14,28 euros.  

 

Juros em queda ligeira na Europa

Os juros da dívida da generalidade dos países do euro estão em queda esta terça-feira, numa sessão marcada por descidas nos mercados acionistas.

 

Em Portugal, os juros das obrigações a dez anos recuam 1,1 pontos para 1,740%, enquanto em Espanha, na mesma maturidade, a queda é de 1,3 pontos para 1,353%.

 

Em Itália, a yield a dez anos desce 1,4 pontos para 2,745% e na Alemanha cai 0,8 pontos para 0,246%.

 

Euro desce face ao dólar

A moeda única europeia está a cair face ao dólar, penalizada pelas perspetivas negativas para o crescimento da região este ano. O FMI está mais pessimista em relação à recuperação da Zona Euro, que se vê ameaçada pela incerteza em torno de Itália e pela política orçamental de Itália, entre outros fatores.

 

Nesta altura, o euro cai 0,05% para 1,1359 dólares.  

 

Petróleo cai 1% em Londres

O petróleo, que tem sido animado pelos cortes na produção dos membros da OPEP, voltou para terreno negativo, pressionado pelas perspetivas sombrias para a economia mundial, que poderão pesar na procura por esta matéria-prima.

 

Em Londres, o Brent recua 1,08% para 62,06 dólares, enquanto em Nova Iorque, o WTI perde 0,87% para 53,33 dólares.

 

Ouro sobe pela primeira vez em quatro sessões

Os receios dos investidores, que estão motivar perdas nos mercados acionistas, estão, por outro lado, a beneficiar ativos de refúgio como é o caso do ouro, que serve de "porto seguro" em tempos de maior instabilidade e incerteza.

 

Nesta altura, o metal amarelo está a valorizar 0,27% para 1.283,94 dólares, enquanto a prata sobe 0,25% para15,3083 dólares.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI