Mercados num minuto Fecho dos mercados: Petróleo acima dos 80 dólares. Preocupação com Itália diminui

Fecho dos mercados: Petróleo acima dos 80 dólares. Preocupação com Itália diminui

O petróleo ultrapassou a barreira dos 80 dólares por barril pela primeira vez desde 2014. A preocupação com Itália diminuiu, o que permitiu às bolsas europeias fechar em terreno positivo.
Fecho dos mercados: Petróleo acima dos 80 dólares. Preocupação com Itália diminui
EPA
Tiago Varzim 17 de maio de 2018 às 17:32
Os mercados em números
PSI-20 subiu 1,02% para 5.753,69 pontos
Stoxx 600 somou 0,54% para 395,34 pontos
S&P 500 valoriza 0,24% para 2.728,93 pontos
Yield 10 anos de Portugal recua 0,4 pontos base para 1,803%
Euro desvaloriza 0,05% para 1,18 dólares
Petróleo sobe 1,16% para 80,21 dólares por barril, em Londres

Europa sobe com alívio em Itália
As bolsas europeias fecharam em terreno positivo esta quinta-feira, após ter sido noticiado que o acordo em Itália não irá incluir o perdão de dívida do Banco Central Europeu em 250 mil milhões de euros. A bolsa italiana acabou por valorizar 0,29% esta sessão e os juros aliviaram. O principal índice europeu, o Stoxx 600, valorizou 0,54% para os 395,34 pontos, tendo atingido o valor mais alto desde 1 de Fevereiro.

Em Portugal, o PSI-20 está em máximos de Janeiro, com o sector do papel a assumir novamente grande destaque. Desde o início deste ano, os títulos da Semapa, Altri e Navigator já renderam 1,5 mil milhões de euros ao à bolsa nacional. As três cotadas voltaram hoje a tocar em valores recorde. Já o ambiente de tensão no Sporting levou a cotada a cair 17% esta quinta-feira.

Juros aliviam pela primeira vez esta semana
Os juros da dívida nacional com maturidade a dez anos caem 0,4 pontos base para os 1,803%. Esta é a primeira quebra em três sessões, dado que os juros das obrigações nacionais tinham vindo a acumular subidas desde o início da semana. Isto porque as obrigações europeias têm reagido no mercado secundário à tensão em Itália que poderá afectar os desenvolvimentos na Zona Euro.

Euribor sobe a 6 e 9 meses
As taxas Euribor subiram a seis e nove meses esta quinta-feira. A Euribor a seis meses, que é a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação, subiu para -0,270%, mais 0,002 pontos. O mesmo avanço foi registado pela Euribor a nove meses que se fixou nos -0,217%. 

Euro cai pela quarta sessão consecutiva
O euro está há quatro sessões a perder território para o dólar. A divisa europeia está em mínimos de Dezembro face aos receios em torno de Itália. Apesar de ter começado o dia a valorizar, neste momento a queda é de 0,05% para 1,18 dólares. Isto acontece numa altura em que o dólar está a fortalecer quando os juros norte-americanos a 10 anos estão em máximos de 2011, depois das vendas a retalho terem sinalizado um forte desempenho da economia dos EUA no segundo trimestre.

Petróleo supera 80 dólares por barril pela primeira vez desde 2014
O Brent já superou os 80 dólares por barril pela primeira vez desde Novembro de 2014: sobe 1,16% para os 80,21 dólares em Londres. A diminuição das reservas petrolíferas norte-americanas e o impacto das sanções dos Estados Unidos contra o Irão explicam a valorização da matéria-prima. O WTI, transaccionado em Nova Iorque, está mais longe: aumenta 0,32%, mas apenas para os 71,72 dólares.

Ouro em mínimos de Dezembro
Adivinha-se mais uma semana de quedas para a matéria-prima de refúgio. O metal precioso voltou a tocar em mínimos de Dezembro esta quinta-feira, após ter recuperado ligeiramente na sessão de quarta-feira. O ouro está a cair 0,06% para 1.289,91 dólares por onça.