Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fecho dos mercados: Bolsa cai, euros e juros sobem

A bolsa de Lisboa caiu esta terça-feira, acompanhando a tendência das congéneres europeias. Os juros da dívida inverteram a tendência das últimas sessões e avançaram, tal como o euro e as matérias-primas.

Bloomberg
Vera Ramalhete veraramalhete@negocios.pt 21 de Julho de 2015 às 17:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os mercados em números

PSI-20 caiu 0,64% para 5828,89 pontos

Stoxx 600 caiu 1,02% para 402,66 pontos

S&P 500 desvaloriza 0,39% para 2119,91 pontos

"Yield" a 10 anos de Portugal avança 5,9 pontos base para 2,646%

Euro avança 0,93% para 1,0926 dólares

Petróleo avança 0,29% para 56,81 dólares por barril, em Londres

 

Bolsas europeias em queda

A bolsa de Lisboa recuou esta terça-feira, acompanhando a tendência negativa nas principais praças europeias. O Stoxx 600, que agrega as principais cotadas do Velho Continente, caiu 1,02%. Em Lisboa, o PSI-20 desvalorizou 0,64%, pressionado principalmente pela banca e pela EDP, que desvalorizou 1,42% para 3,598 euros. O BCP foi o banco que mais pressionou ao recuar 2,93% para 0,0795 euros, após o Santander cortar a avaliação da empresa. Do lado dos ganhos, a Nos e a Galp Energia destacaram-se, travando uma queda maior no índice.

 

Juros sobem após 11 sessões de queda

Os juros da dívida portuguesa estão a subir esta terça-feira, invertendo a tendência de queda das últimas 11 sessões. A "yield" das obrigações a 10 anos avança 5,9 pontos base para 2,646%, após ter chegado a tocar nos 2,558%, o valor mais baixo desde 1 de Junho, durante a manhã. Os juros alemães também estão a avançar, mas menos, fazendo subir o prémio de risco para 186,71 pontos base.

 

Euribor inalterada em mínimo histórico

A Euribor a três meses manteve-se inalterada no actual mínimo histórico. A taxa está inalterada em -0,019% há sete sessões. Este importante indexante nos créditos à habitação em Portugal está em terreno negativo desde Abril, reflectindo a política de alívio quantitativo do Banco Central Europeu (BCE).

 

Euro novamente acima de 1,09 dólares

O euro está a avançar 0,93% para 1,0926 dólares, novamente acima da fasquia dos 1,09 dólares. A moeda única mantém assim a tendência de ganhos registada durante a sessão anterior, após a reabertura dos bancos na Grécia e a notícia do pagamento em atraso ao Fundo Monetário Internacional.

 

Petróleo sobe com queda do dólar

O petróleo em Nova Iorque está a avançar 0,78% para 50,54 dólares por barril, depois de ter cotado abaixo dos 50 dólares no início da sessão. Em Londres, o Brent, que serve de referência para a Europa, avança 0,28% para 56,81 dólares por barril. A matéria-prima está assim a reflectir a queda do dólar, divisa em que é transaccionado o petróleo.

 

Ouro recupera

O ouro inverteu esta terça-feira a tendência de queda que levou a matéria-prima para mínimos de cinco anos na sessão anterior. O metal precioso avança 0,87% para 1106,04 dólares por onça. Na segunda-feira, chegou a recuar um máximo de 4,2% para 1.086,18 dólares por onça, o valor mais baixo desde Março de 2010, pressionado por um conjunto de factores, com destaque para a expectativa da subida dos juros pela Reserva Federal dos EUA e pelo crescimento das reservas na China inferiores ao estimado pelos analistas.

 

Destaques do dia

 

Moscovici: Credores europeus aceitaram aliviar juros e prolongar prazos da dívida grega. O comissário europeu para os Assuntos Económicos admitiu que o alívio da dívida grega já foi discutido pelo Eurogrupo e poderá ser posto em prática "depois das negociações de um bom programa de desenvolvimento e assistência".

 

Governo grego entrega segundo pacote de reformas que será votado na quarta-feira. O Governo grego entregou esta terça-feira no Parlamento o projecto de lei sobre a reforma do código civil e a directiva europeia para o saneamento bancário, que serão votados na quarta-feira.

 

Certificados captam 101 milhões em Junho. O investimento em dívida pública de retalho encolheu no final do semestre. Os portugueses aplicaram 101 milhões de euros em certificados, com os títulos do Tesouro a captarem praticamente todo o valor.

 

Ministério Público tem várias investigações à PT mas não confirma temas. O segredo de justiça impede que se saiba o que está a ser investigado no âmbito da Portugal Telecom. O Público fala na averiguação à venda da Vivo e compra da Oi, em 2010. Sobre o Lava Jato, a PGR diz que o assunto já está no organismo que olha para a criminalidade económica de grande complexidade, o DCIAP.

 

O que vai acontecer amanhã

 

Boeing. Divulga os resultados relativos ao segundo trimestre

Coca-Cola. Divulga os resultados relativos ao segundo trimestre

Banco de Inglaterra. Divulgação das minutas da reunião do Comité de Política Monetária, realizada a 9 de Julho

Zona Euro. Dívida governamental, no primeiro trimestre

INE. Taxas de juro implícitas no crédito à habitação, relativas a Junho

EUA. Índice dos preços das habitações (FHFA), em Maio [anterior: 0,3%; estimativa: 0,5%]

Ver comentários
Saber mais fecho dos mercados bolsas câmbios euro dólar petróleo Fed juros Euribor Grécia
Outras Notícias