Mercados num minuto Fecho dos mercados: Bolsas e petróleo em quedas, juros sobem

Fecho dos mercados: Bolsas e petróleo em quedas, juros sobem

A grande maioria das principais praças europeias encerrou esta quinta-feira em queda, com o PSI-20 a escapar à tendência. Mas esta foi também uma sessão negativa para o petróleo, enquanto os juros da dívida fecharam em queda.
Fecho dos mercados: Bolsas e petróleo em quedas, juros sobem
Bloomberg

Os mercados em números

PSI-20 subiu 0,38% para 4.899,01 pontos

Stoxx 600 recuou 0,49% para 333,11 pontos

S&P 500 perde 0,42% para 2.055,82 pontos

"Yield" a dez anos de Portugal desceu 0,5 pontos base para 3,234%

Euro recua 0,39% para 1,1381 dólares

Petróleo cai 1,58% para 46,85 dólares por barril, em Londres

 

Lucros pesam nas bolsas europeias

As principais praças europeias encerraram em queda esta quinta-feira. Numa sessão marcada por resultados decepcionantes, o Stoxx 600, índice europeu de referência, perdeu 0,49% para 333,11 pontos. Mas a liderar as quedas esteve o alemão DAX que caiu 1,13% para 9.862,12 pontos, logo seguido pelo britânico FTSE que desvalorizou 0,95% para 6.104,19 pontos.

Por cá, a bolsa de Lisboa conseguiu evitar as perdas, com o PSI-20 a subir 0,38% para 4.899,01 pontos. A Galp Energia foi das cotadas que mais impulsionaram o índice nacional. A petrolífera fechou a subir 1,19% para 11,92 euros. Ainda no sector energético, a EDP ganhou 0,9% para 3,14 euros. A contribuir para os ganhos do PSI-20 esteve também o sector financeiro, com o BCP a fechar com uma valorização de 1,25% para 0,0324 euros e o BPI a ganhar 1% para 1,112 euros.

 

Juros recuam pela segunda sessão

Após a forte queda registada na quarta-feira, a taxa de juro das obrigações portuguesas a dez anos voltou a recuar. A tendência não foi comum a todas as maturidades, mas a "yield" a dez anos caiu 0,5 pontos base para 3,234%. Em alta encerraram os juros da Alemanha, com a taxa da dívida a dez anos a subir 2,8 pontos para 0,154%. Uma tendência que levou o prémio de risco de Portugal a cair para 308 pontos.

 

Euribor a três meses recupera de mínimo

As Euribor subiram a três meses, desceram a nove meses e mantiveram-se a seis e 12 meses. Enquanto a taxa de mais curto prazo subiu para -0,258%, mais 0,001 pontos do que na sessão anterior, depois de ter descido para o actual mínimo de sempre de -0,260% em 10 de Maio, as taxas a seis e 12 meses permaneceram inalteradas. A Euribor a seis meses, a mais utilizada como indexante nos créditos à habitação em Portugal está em -0,144%, a de 12 meses está em -0,012%.

 

Libra em alta com decisão do Banco de Inglaterra

A libra está a valorizar pela terceira sessão consecutiva. A moeda britânica segue a ganhar 0,06% para 1,4457 dólares, tendo já chegado a subir 0,57%. Isto no dia em que o Banco de Inglaterra esteve reunido para avaliar a política monetária, tendo optado por manter a taxa de juro de referência em 0,5%. Além disso, salientou em comunicado que há sinais de que o referendo para o eventual "Brexit" está a pesar no crescimento do país.

 

Petróleo recua, apesar da forte procura

A Agência Internacional de Energia (AIE) prevê uma redução acentuada do excedente de petróleo acumulado no mercado, este ano. A perspectiva da continuação de um forte crescimento da procura deverá levar as reservas de petróleo a caírem de 1,3 milhões de barris por dia no primeiro semestre para 0,2 milhões na segunda metade do ano.

 

Um sinal que deveria ser positivo para os preços, levando a uma subida das cotações, mas que não está a ter reflexo no mercado. O West Texas Intermediate, negociado nos EUA, está a perder 1,12% para 45,72 dólares, o Brent segue a perder 1,58% para 46,85 dólares em Londres.

 

Procura recorde não faz brilhar o ouro

O ouro tem vindo a brilhar, acumulando uma subida de mais de 20% desde o início ano. Um desempenho que tem sido acompanhado de uma forte procura pelo metal precioso, como revela o World Gold Council: a procura de ouro disparou para máximos no arranque do ano. Apesar deste maior apetite pelo metal as cotações recuaram nesta sessão, com o valor da onça a recuar 0,62% para os 1.269,26 dólares.


Destaques do dia

 

PSD exige que Costa revele o que enviou para a União Europeia - O líder parlamentar do PSD exigiu hoje que o primeiro-ministro seja "claro" e revele o que enviou para a União Europeia, mesmo sendo "um plano de contingência" e acusou António Costa de inconsistência e incongruência de posições.

Carga fiscal subiu em 2015 mas manteve-se abaixo da média da UE - A carga fiscal fixou-se em 34,5% do PIB no ano passado, revelou o INE. Este é o valor mais alto desde 1995. Entre os principais impostos, o IRS foi o único que não contribuiu para o aumento do peso dos impostos e contribuições na riqueza produzida.

Michel Temer já é Presidente do Brasil

O até aqui vice-Presidente brasileiro já foi formalmente notificado para suceder a Dilma Rousseff, horas depois de a Presidente ter sido temporariamente afastada do cargo no seguimento do processo de destituição.

 

Prejuízos da Oi mais do que triplicam para 415 milhões de euros - A operadora brasileira teve prejuízos no valor de 1.644 milhões de reais (415 milhões de euros) no primeiro trimestre. Um valor que mais do que triplicou face a 2015. A dívida líquida aumentou 25,5%.

Banco de Inglaterra: Brexit trava a economia e pode afundar a libra - O Banco de Inglaterra cortou as estimativas para o crescimento da economia, alertando para os impactos negativos do Brexit. A instabilidade já se faz sentir e uma saída da UE pode afundar a libra, alerta o banco central.

"Insider trading" dá pena recorde a ex-corretor do Deutsche Bank- Um esquema estabelecido entre um corretor e um director financeiro deu origem à maior condenação no Reino Unido por crimes de abuso de informação privilegiada.

Fundos de investimento levam procura de ouro para máximos - A procura de ouro no início de 2016 foi a mais elevada de sempre num primeiro trimestre, revela o relatório do World Gold Council. A procura de refúgio mais que duplicou, levando os fundos a inverter a tendência negativa.

AIE: Procura forte mantém petróleo a caminho do equilíbrio - A procura de petróleo este ano deverá ser mais forte do que o esperado, diminuindo o excedente no mercado, antecipa a Agência Internacional de Energia. Contudo, a OPEP continua a aumentar a produção.

Bayer pondera comprar Monsanto - A concretizar-se, a aquisição criaria a maior empresa do mundo no sector das sementes e dos químicos para a agricultura. Mas a combinação de negócios pode passar por cenários como compras selectivas ou "joint-ventures".

Nissan compra 34% da Mitsubishi e assume o controlo - A Nissan chegou a acordo com a Mitsubishi para comprar 34% da empresa, por 1,9 mil milhões de euros, passando assim a deter o controlo da fabricante automóvel. O negócio surge na sequência do escândalo da manipulação dos testes.

Portugueses pediram a Tesla em Portugal. Musk disse "ok" - "Queremos a Tesla em Portugal", pediram os donos portugueses do carro eléctrico norte-americano. Passadas 96 horas, Elon Musk foi até ao Twitter responder que sim.

 

O que vai acontecer amanhã

 

PIB de Portugal – Serão conhecidas as contas nacionais trimestrais, relativas ao primeiro trimestre. É a estimativa rápida. No período homólogo houve um crescimento de 1,3%, sendo a estimativa de um aumento de 1,1% nos três primeiros meses de 2016.

PIB na Zona Euro – Será conhecida a evolução do produto interno bruto dos países que partilham o euro, referente ao primeiro trimestre deste ano.

Retalho nos EUA – Vão ser divulgadas as vendas a retalho na maior economia do mundo. A estimativa dos economistas consultados pela Bloomberg é de um aumento de 0,9% em Abril, face à quebra de 0,3% em Março.

"Rating" da Irlanda – A Moody’s não disse nada sobre a notação financeira da dívida nacional, mas agora poderá rever o "rating" que atribui à Moody’s. A S&P, por sua vez, vai rever a notação de Itália.

Relatório da OPEP – Depois da AIE, é a vez da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) avançar com a divulgação do relatório mensal sobre o mercado petrolífero.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI