Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fecho dos Mercados: Juros acima de 3% após reunião do BCE. Bolsas descem e euro sobe

O BCE não reforçou os estímulos nem anunciou a extensão do programa de compras, contrariamente ao antecipado por alguns analistas. Isso levou as taxas das obrigações da Zona Euro a subir. Nas matérias-primas, o petróleo dispara mais de 3% após a quebra das reservas nos EUA.

Bloomberg
Rui Barroso ruibarroso@negocios.pt 08 de Setembro de 2016 às 17:19
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

Os mercados em números

PSI-20 subiu 0,21% para 4.767,19 pontos

Stoxx 600 desceu 0,33% para 349,32 pontos

"Yield" a 10 anos de Portugal subiu 9,4 pontos base para 3,07%

Euro ganha 0,17% para 1,1258 dólares

Petróleo sobe 3,58% para 49,70 dólares por barril em Londres

Bolsas descem após Draghi ter deixado tudo na mesma

As acções europeias fraquejaram após a reunião do BCE. O Stoxx 600, que chegou a valorizar 0,30% esta sessão, encerrou a perder 0,33% para 349,32 pontos. "Havia muita gente que queria ver um pouco mais de estímulos ou, pelo menos, uma extensão do programa", referiu Yogi Dewan, presidente-executivo da Hassium Asset Management, citado pela Bloomberg.

Dos 19 sectores que compõem o Stoxx 600, apenas cinco encerraram a sessão no "verde". A maior subida pertenceu ao índice da banca, que valorizou 1,16%. Já as cotadas do sector da alimentação, da indústria química, de bens de primeira necessidade e de tecnologia perderam mais de 1%.

Apesar da fraqueza demonstrada pelas bolsas europeias, o PSI-20 escapou ao vermelho. O índice ganhou 0,21% para 4.767,19 pontos. A Mota-Engil, os CTT e o BCP tiveram as maiores subidas, ao avançarem mais de 1%. Também os ganhos de 0,53% da Galp e de 0,20% da EDP ajudaram a manter o PSI-20 em terreno positivo.

Juros pressionados após inacção do BCE

As taxas das obrigações portuguesas, italianas e espanholas aumentaram após a reunião do BCE. Contrariamente ao antecipado por alguns bancos de investimento, Mario Draghi não anunciou um reforço dos estímulos ou uma flexibilização nas regras do programa de compras. Após as palavras do presidente do BCE a taxa das obrigações portuguesas a dez anos passou acima de 3%. Subiu 9,4 pontos base face a quarta-feira, transaccionando em 3,07%.

Já a "yield" espanhola a dez anos aumentou 5,7 pontos base para 0,987%, enquanto a taxa italiana subiu 7,4 pontos base para 1,154%. A "yield" das obrigações germânicas também não escapou às subidas, aumentando 5,5 pontos base para -0,062%.

Taxas Euribor caem para novos mínimos históricos

As taxas Euribor desceram a três, seis e 12 meses em relação a quarta-feira, tendo caído para novos mínimos nos dois prazos mais curtos. A Euribor a três meses desceu para -0,304%, novo mínimo de sempre e menos 0,1 pontos base do que na véspera. A taxa Euribor a seis meses também desceu para -0,201%, novo mínimo de sempre e menos 0,3 pontos base do que na quarta-feira. No prazo de 12 meses, a Euribor recuou para -0,060%, menos 0,001 pontos do que na quarta-feira.

Euro reage em alta após reunião do BCE

A moeda única sobe 0,17% para 1,1258 dólares e negoceia no valor mais elevado das últimas duas semanas. Mario Draghi não correspondeu às expectativas de alguns participantes do mercado que antecipavam que na reunião desta quinta-feira o BCE anunciasse um reforço dos estímulos. "Quando se quer que a moeda desça é necessário alimentar o mercado com mais estímulos ou com a possibilidade de isso ocorrer cedo", referiu Stuart Bennett, responsável pela estratégia cambial do Banco Santander, citado pela Bloomberg.

Petróleo valoriza após quebra das reservas nos EUA

O preço do barril de petróleo valoriza. O Brent avança 3,58% para 49,70 dólares, enquanto o West Texas Intermediate aprecia 3,63% para 47,15 dólares. As subidas são justificadas pelos dados das reservas petrolíferas nos EUA que tiveram a maior quebra desde 1999, segundo dados da Administração de Informação de Energia, citados pela Bloomberg. Desceram em 14,5 milhões de barris na semana terminada a 2 de Setembro para 511,4 milhões de barris, após a tempestade Hermine ter condicionado o abastecimento. Apesar da descida, os dados do "stock" continuam historicamente elevados.

Ouro desliza com mercado a tentar decifrar Draghi

O preço do ouro oscilou entre ganhos e perdas esta sessão, com o mercado a tentar encontrar pistas sobre a política que o BCE irá seguir nos próximos meses no que diz respeito a mais estímulos. Isto apesar de na reunião desta quinta-feira Mario Draghi ter deixado praticamente tudo na mesma. Apesar de já ter estado a valorizar 0,32% esta sessão, o preço do metal amarelo recua 0,40% para 1.339,78 dólares, um sinal da indefinição que se vive no mercado.

Destaques do dia

BCE revê crescimento em ligeira baixa, mas mantém inflação. Mais estímulos adiados. Perspectivas económicas estão piores, mas não muito. Por isso, por agora, a ordem é para estudar alterações que garantam que o BCE conseguirá manter o ritmo de compras de 80 mil milhões de euros por mês até Março de 2017, ou para lá disso se for necessário.

Bolsas reagem em queda à decisão do BCE. Os principais índices europeus inverteram para terreno negativo e o euro reforçou os ganhos face ao dólar depois de o Banco Central Europeu (BCE) ter anunciado a manutenção das taxas de juro e do programa de compra de activos.

Indicador avançado da OCDE aponta para recuperação da economia portuguesa. A subir desde Março, o indicador avançado estabilizou em Julho, tendo regressado ao mesmo valor de Setembro do ano passado. Nos dois primeiros trimestres deste ano, o PIB subiu apenas 0,9%.

Aveiro licencia nova fábrica da Navigator que prevê criar 100 empregos. A Câmara de Aveiro informou hoje que "estão reunidas as condições para emitir o alvará de construção" da nova fábrica de papel Tissue da The Navigator Company (antiga Portucel), na freguesia de Cacia.

Providência contra BPI ataca constitucionalidade de diploma do Governo. As duas providências do Grupo Violas contra o BPI continuam a atrasar as decisões sobre o futuro do BPI. Ambas têm argumentos que têm de ser analisados pelo tribunal: a primeira usa Lobo Xavier; a segunda o diploma do Governo.

Negócio da Fórmula Um vendido por 7,1 mil milhões à Liberty Media. A transacção coloca nas mãos do multimilionário John Malone o negócio de direitos e licenças de distribuição e gestão comercial da Fórmula Um.

 

O que vai acontecer amanhã

Portugal

António Costa desloca-se a Atenas, juntamente com os líderes Itália, Espanha, França, Chipre e Malta, onde será recebido pelo primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras.

INE divulga as estatísticas do comércio internacional, relativas a Julho.

INE publica o índice de produção, emprego, remunerações e horas trabalhadas na construção e obras públicas, relativo a Julho.

INE divulga índices de volume de negócios, emprego, remunerações e horas trabalhadas nos serviços, relativos a Julho

Ver comentários
Saber mais Bolsas PSI-20 Stoxx 600 Obrigações do Tesouro BCE Mario Draghi Petróleo Brent WTI Ouro Euro Dólar Euribor
Outras Notícias