Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia
Ao minuto14.07.2021

Europa desliza para o vermelho, com imobiliário e turismo a pesar. Ouro sobe com comentários de Powell

Acompanhe aqui o dia nos mercados.

Reuters
Negócios 14 de Julho de 2021 às 17:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
14.07.2021

Europa interrompe ganhos, com investidores de olho na inflação

A Europa deslizou na sessão desta quarta-feira, com o Stoxx 600, o índice que agrupa as 600 maiores cotadas do continente, a derrapar para terreno negativo, com perdas de 0,1%. 

Os investidores estiveram de olhos postos na subida da inflação nos EUA e atentos ao arranque da época de resultados do segundo trimestre. 

Na Europa, apenas seis dos 20 setores registaram ganhos, com destaque para o setor da tecnologia, que valorizou 0,7%, e a banca, com uma subida de 0,3%. 

Já os setores do imobiliário e turismo e lazer viram as ações recuar 1%, num dia em que a operadora turística TUI fechou a cair 7,19%, nas 3,21 libras. 

Nos principais índices da Europa, o alemão DAX e o francês CAC 40 terminaram a sessão inalterados. Já o inglês FTSE 100 caiu 0,5% eo espanhol IBEX 35 cedeu 0,4%. 

14.07.2021

Juros da dívida descem em Portugal e Alemanha. Subida ligeira em Itália

Os juros da dívida soberana de países como Alemanha, Portugal ou Espanha estão a aliviar esta quarta-feira. Já a yield de Itália representa uma exceção, com os juros da dívida italiana a dez anos a subir 0,1 pontos base (p.b) para 0,715%. 

Já os juros da dívida de Portugal com a mesma maturidade recuaram 1,4 p.b para 0,278%, num dia em que o IGCP realizou um leilão duplo de Obrigações do Tesouro. Este é o valor mínimo da yield de Portugal em três meses. 

Os juros da dívida de Espanha a dez anos aliviam 0,7 p.b para 0,313% e os juros da dívida alemã com a mesma maturidade recuam 2,1 p.b para -0,318%. 


14.07.2021

Petróleo em leve queda após avanço entre Arábia Saudita e EAU

Os preços do petróleo estão a negociar em queda, mas perto de máximos de um ano e meio depois de a Arábia Saudita e de os Emirados Árabes Unidos terem dito que iriam trabalhar para resolver o impasse que foi decretado nesta última reunião da OPEP+ (Organização de Países Exportadores de Petróleo e os aliados).

O Brent - que serve de referência para Portugal - caiu 0,38% para os 76,20 dólares por barril, enquanto que o norte-americano WTI (West Texas Intermediate) desvaloriza 0,57% para os 74,85 dólares por barril. 

14.07.2021

Ouro sobe com comentários de Powell. Euro aprecia face ao dólar

O ouro aguentou os ganhos após os comentários do presidente da Reserva Federal dos EUA, Jerome Powell, que aliviou novamente os receios quanto à retirada de estímulos, garantindo que estes apoios seriam para manter, mesmo que os dados da inflação possam superar as expectativas.

O metal precioso valorizou 0,68% para os 1.820,13 pontos, num dia em que o mercado de ações está com um sentimento de quedas.

A subir esteve também o euro. A moeda única da União Europeia (UE) apreciou 0,30% para os 1,1821 dólares, num dia em que o Banco Central Europeu (BCE) anunciou que iria lançar a fase de investigação do euro digital, nos próximos 24 meses.

14.07.2021

Wall Street abre em alta após comentários de Powell sobre ainda ser cedo para retirada de apoios

Wall Street abriu em alta esta quarta-feira, após os comentários do líder da Reserva Federal dos EUA. Por esta altura, os três principais índices norte-americanos estão a avançar. O Dow Jones ganha 0,36% para 35.013,83 pontos, o tecnológico Nasdaq avança 0,72% para 14.782,74 pontos e o S&P 500 valoriza 0,55% para 4.393,36 pontos. 

Jerome Powell, presidente da Reserva Federal dos EUA, afirmou esta quarta-feira que o mercado laboral do país ainda "está muito longe" do progresso que a Fed pretende para poder reduzir os apoios à economia.

Já sobre a inflação, com os dados desta terça-feira a revelaram a maior subida nos preços nos EUA em 13 anos, o líder da Fed comentou que "a inflação subiu de forma notável e irá provavelmente continuar elevada nos próximos meses antes de moderar", indicou Powell. Apesar de o aumento de preços levantar preocupações, o líder da Fed apontou que a subida da inflação está ligada à reabertura da economia.

Os comentários de Powell, feitos ainda antes de prestar declarações no Congresso norte-americano, fizeram mexer os mercados ainda antes da abertura. 

14.07.2021

Bolsas Europeias abrem dia em queda

As principais bolsas europeias começaram o dia em queda ligeira face à proximidade da época de apresentação de resultados e aos riscos crescentes da inflação observada.

O STX600 cai por esta altura 0,27% enquanto o alemão DAX recua outros 0,19%. Em França, o CAC40 está também 0,37% em terreno negativo e a bolsa de Amesterdão recua 0,25%. O espanhol IBEX e o PSI20 também acompanham a tendência ao recuar 0,54% e 0,58%.

Itália e Grécia são as únicas praças do continente em alta, com variações positivas na ordem dos 0,12% e 0,21%, respetivamente.

Os analistas acreditam que as quedas observadas esta manhã são uma resposta aos records atingidos ontem enquanto os investidores calculam os crescentes riscos da inflação observada e se aproxima a época de apresentação de resultados do primeiro semestre.

14.07.2021

Petróleo em queda. Barril deve fixar perto dos 75 dólares

Os preços do barril de petróleo estão em leve queda esta manhã.

O West Texas Intermediate (WTI) recua 0,17% para os 75,12 dólares o barril enquanto o Brent do Mar do Norte recua também na ordem dos 0,13% para os 76,39 euros o barril.

Depois de semanas de escalada dos preços, os analistas esperam que o ouro negro estabilize perto dos 75 dólares o barril.

14.07.2021

Juros da dívida portuguesa agravam-se em dia de duplo leilão

A tendência é de agravamento nos juros da dívida das principais economias europeias

Na Alemanha, que serve de termo comparativo para toda a Zona Euro, os juros das Bunds a 10 anos agravam 1,6 pontos base para os -0,280%, enquanto Itália confirma a tendência de agravamento com os juros a variar 1,2 p.b. para os 0,725%.

Na Península Ibérica a tendência é a mesma. Os juros da dívida nacional com maturidade em 2031 agravam-se em 1,3 pontos base para os 0,305%, enquanto em Espanha a variação é de 1,4 pontos base para os 0,333%.

Os analistas atribuem as variações a uma reação pré leilão, que acontece hoje.


Portugal, por exemplo, vai colocar no mercado 1.000 milhões de euros de dívida em obrigações do tesouro com maturidade a 10 e 16 anos.

São também esperadas declarações públicas do líder da Fed, Jerome Powel, que vai depor no Congresso dos EUA, e da membro da comissão executiva do Banco Central Europeu, Isabel Schnabel.

14.07.2021

Euro praticamente inalterado face ao dólar

A moeda única europeia permanece praticamente inalterada face aos valores registados na última hora de fecho.

O euro valoriza esta manhã 0,13% face à nota verde, para os 1,1791 dólares.

A tendência de crescimento muito ligeiro pode traduzir uma compensação face ao comportamento de ontem. No final da sessão, o dólar beneficiava de um pico na procura devido à inflação reportada nos EUA.

14.07.2021

Ouro começa o dia em alta

O preço do ouro está em alta face à última hora de fecho e sobe 0,27% para a marca dos 1.812,70 dólares a onça.

O bullion está a ser alavancado pelos dados da inflação nos EUA que se confirmou acima do esperado, levando a uma procura pelo metal precioso agravada pelo medo da retirada dos apoios da Fed à economia americana.

14.07.2021

Inflação nos EUA pressiona futuros



Os futuros na Europa cedem ligeiramente, um dia após o índice pan-europeu Stoxx 600 ter tocado um máximo histórico na negociação intradiária.

A subida superior ao esperado na inflação dos EUA - maior salto na inflação desde 2008 e maior  aceleração na inflação "core", que exclui alimentos e energia, em três décadas - fez reavivar o debate sobre o "timing" em que a Fed começará a reduzir os estímulos e subir as taxas de referência.

Ganha assim ainda maior importância o depoimento de Jerome Powell esta semana perante o Congresso norte-americano.

O avanço da pandemia, alimentado pela variante Delta, também pressiona os mercados.

Ver comentários
Outras Notícias