Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Abrandar reembolsos ao FMI? Não, defendem os analistas

Portugal foi aconselhado a, em períodos de incerteza, abrandar os reembolsos ao FMI. Mas os analistas dizem que não é altura para isso. Os receios com a Grécia tiveram pouco impacto. E os juros actuais ainda compensam.

Bloomberg
Negócios 22 de Julho de 2015 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
Os receios com a Grécia acalmaram com o acordo. Ainda assim, a Comissão Europeia (CE) deixou um conselho a Portugal. Se a dívida ficar sob pressão, o Tesouro pode manter uma almofada financeira confortável, ou abrandar os reembolsos ao FMI. Uma posição inscrita na segunda avaliação pós-troika que não reúne o apoio dos analistas. As taxas estão ainda muito baixas, pelo que os reembolsos são financeiramente ...
Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais FMI reembolsos Comissão Europeia Portugal IGCP almofada financeira dívida obrigações do Tesouro obrigações taxas de juro
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias