Obrigações Dezembro foi o pior mês de sempre nas compras de activos do BCE

Dezembro foi o pior mês de sempre nas compras de activos do BCE

Apesar do fraco resultado registado no último mês, a instituição monetária conseguiu fechar 2015 a comprar em média 60 mil milhões de euros em activos. A dívida portuguesa continua a registar a maturidade média mais elevada.
Dezembro foi o pior mês de sempre nas compras de activos do BCE
Bloomberg
André Tanque Jesus 05 de janeiro de 2016 às 15:57

O Banco Central Europeu (BCE) comprou um total de 50.256 milhões de euros em activos, durante Dezembro. Um resultado que faz deste o pior mês desde que, em Março, a instituição monetária deu início à injecção de liquidez. Ainda assim, Mario Draghi consegue fechar 2015 com o objectivo cumprido.

A aquisição de títulos de dívida do sector público, entre os quais a dívida soberana, ascendeu em Dezembro a 44.309 milhões de euros, segundo os dados divulgados pelo BCE esta terça-feira, 5 de Dezembro. Este montante representa uma forte queda face ao registado em Novembro, quando a instituição monetária da Zona Euro investiu 55.105 milhões.

De facto, este é o segundo pior mês de sempre de compras destes títulos, apenas ultrapassado pelos escassos 42.826 milhões de euros alcançados em Agosto. A aquisição de obrigações portuguesas recuou de 1.248 milhões para 1.018 milhões em Dezembro.

E a dívida nacional continua a ser a que tem o maior prazo. Segundo os dados do BCE, os títulos em sua posse registam uma maturidade média ponderada de 10,36 anos, seguidos pelos 9,70 anos da dívida de Espanha e pelos 9,62 anos de Malta.

Já as compras de "covered bonds" e de instrumentos de dívida titularizados atingiram mesmo o pior mês de sempre. Os primeiros recuaram de 6.869 milhões de euros em Novembro para 5.803 milhões no último mês. Já os conhecidos como ABS (sigla de "asset-backed securities") ascenderam em Dezembro a apenas a 144 milhões, um valor muito inferior aos 624 milhões registados no mês anterior.

Feitas as contas, o banco central liderado por Mario Draghi investiu no último mês do ano apenas 50.256 milhões de euros nas compras de activos. Desta forma, ficou muito aquém do objectivo mensal de 60 mil milhões de euros. Ainda assim, o BCE conseguiu fechar 2015 com um equilíbrio no seu balanço. Isto porque, tendo em conta os montantes investidos a mais nos meses anteriores, a instituição monetária consegue alcançar um valor médio mensal de 60.036 milhões.

(Notícia actualizada às 19h20, a corrigir o mês de início das compras de activos de "Abril" para "Março")




pub

Marketing Automation certified by E-GOI