Obrigações Dívida emitida pelas empresas bateu recorde de sempre em setembro

Dívida emitida pelas empresas bateu recorde de sempre em setembro

A emissão de dívida por parte das empresas atingiu os 434 mil milhões de dólares, em setembro, um novo máximo de sempre.
Dívida emitida pelas empresas bateu recorde de sempre em setembro
EPA
Negócios 01 de outubro de 2019 às 14:35

A emissão de dívida por parte das empresas bateu um novo recorde no mês passado, com o setor corporativo a tirar partido dos baixos custos de financiamento e da procura dos investidores por alguma rentabilidade.

De acordo com os dados da Dealogic, citados pelo Financial Times, foram vendidos 434 mil milhões de dólares em obrigações de empresas em setembro, onde se incluem grandes ofertas como a da alemã Wirecard e da norte-americana Caterpillar. Este montante ficou cerca de 5 mil milhões acima do anterior recorde de março de 2017.

"É muito atrativo para os emitentes irem para o mercado nesta altura", comentou ao FT a gestora de portefólios Monica Erickson, da DoubleLine.

Setembro é, tradicionalmente, um mês agitado nos mercados de dívida, com os investidores a regressarem da pausa do verão e a "distribuírem jogo".

Este ano, a tendência foi acentuada pela forte subida das obrigações em agosto, que deprimiu ainda mais os juros para uma série de empresas.

Segundo o FT, no final do mês, cerca de 15 biliões de dólares de dívida global tinha uma yield negativa, o que compara com o retorno médio de 2,96% do índice da Ice Data Services para as obrigações dos Estados Unidos com nível de investimento (acima de "lixo").

De facto, a dívida denominada em dólares representou a fatia de leão das emissões, com 159 mil milhões de dólares de títulos vendido, o terceiro maior volume mensal de sempre.

A Apple, por exemplo, regressou ao mercado pela primeira vez desde 2017 para uma emissão de 7 mil milhões de dólares, o mesmo montante emitido pela Disney, também em setembro.




Marketing Automation certified by E-GOI