Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo poupa 1.000 milhões se antecipar pagamento ao FMI

À espera do Orçamento do Estado, o Tesouro está praticamente em suspenso. É preciso conhecer as necessidades de financiamento, para decidir sobre os reembolsos ao FMI. Mas há ainda a almofada financeira e as obrigações de retalho.

Miguel Baltazar/Negócios
André Tanque Jesus andrejesus@negocios.pt 15 de Dezembro de 2015 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...

A duas semanas do novo ano, o Governo faz contas à vida. O Orçamento do Estado ainda está em preparação e as suas linhas gerais guiarão o Tesouro. Isto porque o IGCP tem de programar o financiamento para 2016, com os reembolsos ao FMI no centro das atenções. Equivalem a mais de metade das necessidades de financiamento previstas e, ao mesmo tempo, podem gerar poupanças de 1.000 milhões de euros. Mas ainda há que saber

...

Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais Obrigações emissão leilão Estado FMI reembolso Orçamento do Estado António Costa Governo
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias