Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

HSBC: Fitch e Moody’s devem retirar Portugal do "lixo" até final do ano

A dívida portuguesa vai receber mais investimento depois de o "rating" passar para o nível de investimento, o que se espera que venha a acontecer até ao final do ano. Baixar o défice para 2,7% este ano será um factor chave.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 30 de Março de 2015 às 19:59
  • Assine já 1€/1 mês
  • 21
  • ...

O HSBC estima que duas das três mais relevantes agências de "rating", a Fitch e a Moody’s, elevem o rating de Portugal até ao final do ano, o que colocará a notação financeira da dívida portuguesa no nível de investimento, o que por sua vez atrairá mais investidores para os títulos de Portugal.

 

"Se Portugal permanecer no caminho correcto para sair do procedimento de défices excessivos [para tal, é preciso ter um défice abaixo de 3% do PIB], pensamos que as melhorias [no rating] por parte da Fitch e da Moody’s ainda podem acontecer este ano", refere o banco britânico numa nota enviada a clientes, a que o Negócios teve acesso.

 

Comentando a opção da Fitch em manter o "rating" de Portugal em "BB+", o HSBC salienta os comentários positivos efectuados por esta agência de notação financeira, o que reforça a perspectiva de que subida do "rating" pode ser ainda este ano. A Fitch e a Moody’s têm previsto reavaliar o "rating" de Portugal até final de Setembro.

 

Lembrando que as cotações actuais dos CDS ("credit default swaps") de Portugal já apontam para um "rating" no nível de investimento, o HSBC salienta que quando a notação de Portugal lá chegar, a dívida soberana terá uma notação mediana (entre as três agências) acima de "lixo".

 

Tal melhoria "vai implicar a inclusão [da dívida portuguesa] em pelo menos um grande índice de obrigações. Esperamos que tal inclusão num índice destes aumente o investimento [na dívida portuguesa] e leve a dívida portuguesa a ter um melhor desempenho do que o mercado", refere o HSBC.

 

Salientando que as agências têm identificado como factores chave o rácio da dívida sobre o PIB, a consolidação orçamental e o crescimento económico, o HSBC considera que cumprir a meta do défice de 2,7% do PIB este ano será "fundamental" para Portugal sair do "lixo".

Ver comentários
Saber mais HSBC Fitch rating dívida
Outras Notícias