Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

IGCP revê dívida em alta sem dinheiro do Novo Banco

A promessa de Passos Coelho de reduzir a dívida deverá concretizar-se, mas não será tanto quanto o esperado. O Tesouro reviu em alta a meta para 125,2%, já que a venda do Novo Banco foi adiada e, assim, o Fundo de Resolução não pagou ao Estado.

Miguel Baltazar/Negócios
André Tanque Jesus andrejesus@negocios.pt 21 de Outubro de 2015 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 11
  • ...
O ano da viragem. Foi assim que o Executivo de Pedro Passos Coelho fez questão de caracterizar 2015, já que marcaria a primeira descida no rácio da dívida pública face ao produto interno bruto (PIB). Um objectivo que irá concretizar-se, mas de forma menos expressiva do que o previsto inicialmente. O adiamento da venda do Novo Banco obrigou o Tesouro a repensar a estratégia de financiamento para este ano. E não só. O IGCP reviu em ...
Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais dívida dívida pública IGCP Novo Banco Cristina Casalinho certificados dívida de retalho Pedro Passos Coelho obrigações mercados finanças públicas economia
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias