Obrigações IGCP procura até 1,5 mil milhões com dívida de curto prazo

IGCP procura até 1,5 mil milhões com dívida de curto prazo

Após a emissão sindicada de obrigações, o Tesouro anuncia agora um duplo leilão de dívida de curto prazo. Operação que já estavam previstas no calendário de financiamento, sendo que o montante a emitir foi revisto em alta.
IGCP procura até 1,5 mil milhões com dívida de curto prazo
Miguel Baltazar/Negócios
André Tanque Jesus 15 de janeiro de 2016 às 16:19

A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) anunciou que irá realizar, na próxima semana, um duplo leilão de dívida de curto prazo. Em causa estão bilhetes do Tesouro (BT) a seis e 12 meses, uma operação que estava já prevista no calendário de financiamento. Contudo, o montante a emitir é mais elevado.

"O IGCP vai realizar no próximo dia 20 de Janeiro, pelas 10:30 horas, dois leilões das linhas de BT com maturidades em Julho de 2016 e em Janeiro de 2017", comunicou o instituto liderado por Cristina Casalinho, esta sexta-feira. Para esta dupla colocação de dívida de curto prazo, o Tesouro tem "um montante indicativo global entre 1.250 milhões de euros e 1.500 milhões".

Estes leilões já estavam previstos no calendário de financiamento para o trimestre, que o IGCP divulgou na primeira semana de Janeiro. A novidade é o montante que o institutoi liderado por Cristina Casalinho procurará angariar, já que a indicação anterior era de entre 1.000 milhões de euros e 1.250 milões.

A última vez que o instituto liderado por Cristina Casalinho vendeu BT nestas maturidades foi em Novembro passado. Nessas operações, o Tesouro colocou 400 milhões de euros em dívida a seis meses, alcançando uma taxa de juro de -0,018%. No prazo mais longo, o IGCP colocou 1.100 milhões a uma taxa de juro de -0,006%.

Esta quinta-feira o IGCP colocou quatro mil milhões de euros em obrigações do Tesouro (OT) a 10 anos, numa emissão sindicada. a taxa de juro final da operação foi de 2,973%.





pub

Marketing Automation certified by E-GOI