Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Juros da casa aumentam para 1,011% em agosto

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação aumentou em agosto para 1,011%. Nos contratos celebrados nos últimos três meses, o agravamento foi ainda maior.

Governo assegura que proprietários não serão prejudicados.
João Cortesão
Diogo Mendo Fernandes diogofernandes@negocios.pt 20 de Setembro de 2022 às 11:39
  • Partilhar artigo
  • 7
  • ...
A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação subiu em agosto para 1,011%, um incremento de 9,9 pontos base face ao mês anterior, de acordo com os dados divulgados esta terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro aumentou de 1,289% em julho para 1,523% em agosto.

Para o destino de financiamento aquisição de habitação, o mais relevante no conjunto do crédito à habitação, a taxa de juro implícita para o total dos contratos subiu 9,9 pontos base face a julho, para 1,027%.

Já neste tipo de contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro aumentou 23,3 pontos base face ao mês anterior, fixando-se em 1,528%.

O valor médio da prestação subiu 4 euros para 268 euros. Deste valor, 51 euros (19%) correspondem a pagamento de juros e 217 euros (81%) a capital amortizado. Já nos contratos celebrados nos últimos 3 meses, o valor médio da prestação aumentou 20 euros, para 445 euros.

O capital médio em dívida subiu 345 euros face ao mês anterior, fixando-se em 60.750 euros.

Para os contratos celebrados nos últimos três meses, o montante médio do capital em dívida foi 128.092 euros, mais 414 euros que em julho.
Ver comentários
Outras Notícias