Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Juros da dívida portuguesa a dez anos em mínimos de Outubro (correcção)

Os juros da dívida pública portuguesa no mercado secundário estão a cair em todos os prazos. A dez anos, os juros negociaram nos 2,269% o valor mais baixo desde 23 de Outubro.

Mario Proenca/Bloomberg
  • Partilhar artigo
  • 7
  • ...

Os juros da dívida pública portuguesa no mercado secundário estão a cair em todos os prazos. A dez anos, o prazo considerado de referência, as "yields" descem 6,5 pontos base para 2,269%, o que representa o valor mais baixo desde 23 de Outubro.

A dois anos, os juros perdem 1,3 pontos base para 0,112% e a cinco anos as taxas exigidas pelos investidores para trocarem dívida descem 4,6 pontos base para 0,945%. O prémio de risco da dívida nacional está também a cair para os 178,9 pontos.

Este comportamento tem lugar numa altura que a instabilidade política em Portugal diminuiu, com a tomada de posse de António Costa como primeiro-ministro de Portugal. Entretanto, a discussão do programa do Governo decorrerá na próxima semana.

Além disso, a marcar a negociação da dívida portuguesa – tal como a dos restantes países do euro – está também a expectativa de novos estímulos à economia, que poderão ser anunciados pelo presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, na próxima reunião da autoridade monetária a 3 de Dezembro.


Esta semana o tesouro nacional foi pela última vez ao mercado com uma emissão de obrigações. Portugal emitiu 995 milhões de euros em obrigações a 10 anos. O Negócios escrevia na altura que esta operação, tal como as restantes em 2015, ficou marcada por juros baixos. Feitas as contas, Portugal pagou este ano a taxa de juro média mais baixa de sempre, numa evolução patrocinada pela política monetária do BCE. Continua a não haver "almoços grátis", mas Mario Draghi tornou-os mais baratos.

(Notícia corrigida às 12:32. Os juros da dívida portuguesa a dez anos estão em mínimos de Outubro e não de Maio como se referia inicialmente)

Ver comentários
Saber mais juros mercado secundário yields Banco Central Europeu BCE Mario Draghi Zona Euro
Outras Notícias