Obrigações Juros da dívida em queda pela quarta sessão

Juros da dívida em queda pela quarta sessão

No arranque de uma semana preenchida para o Tesouro português, os juros da dívida recuam. E apesar de a tendência verificar-se noutros países da Zona Euro, o prémio de risco de Portugal está também em queda.
Juros da dívida em queda pela quarta sessão
Miguel Baltazar/Negócios
André Tanque Jesus 16 de maio de 2016 às 10:15

Após três sessões consecutivas em queda, os juros da dívida soberana portuguesa estão novamente em queda. Uma tendência verificada na maioria das maturidades, com a taxa das obrigações do Tesouro a dois anos a recuar 0,7 pontos para 0,619%. Já a "yield" dos títulos a cinco anos desce 1,1 pontos para 1,915%, ao passo que a taxa da dívida a dez anos recua 1,1 para 3,145%.

A tendência de queda nos juros da dívida nacional estende-se ao resto da periferia. A "yield" a dez anos de Espanha segue a cair 0,4 pontos para 1,595%, ao passo que a de Itália cai 0,2 pontos para 1,472%. Também em queda está a taxa a dez anos da Alemanha, que recua 0,1 pontos para 0,123%. Ainda assim, o prémio de risco de Portugal cai para 302,2 pontos.

Isto numa semana relevante para o Tesouro português. É que o IGCP irá apresentar na terça-feira, 17 de Maio, os resultados da emissão de Obrigações do Tesouro de Rendimento Variável (OTRV), em sessão especial na bolsa de Lisboa. A cerimónia irá contar com a presença da presidente do instituto, Cristina Casalinho, e do secretário de Estado Adjunto do Tesouro e das Finanças, Mourinho Félix.

Um dia depois será a vez de o Tesouro conduzir uma emissão de dívida de curto prazo. O IGCP tem agendado um leilão de bilhetes do Tesouro (BT) a seis e 12 meses, no qual o Tesouro procurará angariar entre 1.250 milhões e 1.500 milhões de euros. Este será a quinta dupla operação com BT em 2016.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI