Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Juros portugueses contrariam tendência e descem em todos os prazos

Os juros da dívida portuguesa a dez anos estão em queda no mercado secundário depois de terem atingido o valor mais alto desde Junho. Na Europa, a tendência é de agravamento.

Bruno Simão/Negócios
Rita Faria afaria@negocios.pt 29 de Setembro de 2016 às 11:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • 21
  • ...

Os juros da dívida pública portuguesa estão a descer em todas as maturidades esta quinta-feira, 29 de Setembro, contrariando a tendência que se verifica na generalidade dos países da Zona Euro.

A ‘yield’ associada às obrigações portuguesas a dez anos desce 2,4 pontos para 3,305%, depois de ter chegado a negociar ontem nos 3,566%, o valor mais alto desde 24 de Junho. Nesse dia – rescaldo do referendo sobre o Brexit – a yield chegou a superar os 3,7%, acompanhando um movimento de fuga ao risco que arrasou os mercados.

Na Alemanha, os juros das bunds a dez anos estão a subir pela primeira vez quatro sessões, numa altura em que cresce a especulação de que a decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) de reduzir a produção vai ajudar aos esforços dos decisores políticos para impulsionar os preços nos consumidores.

A ‘yield’ associada à dívida alemã a dez anos sobe 2,7 pontos base para -0,118%, numa altura em que se aguarda pela divulgação dos dados da inflação na maior economia europeia. Os economistas consultados pela Bloomberg esperam que a inflação tenha aumentado, no mês passado, para o nível mais alto desde Maio de 2015.

Esta manhã, já foi conhecido que o desemprego na Alemanha aumentou inesperadamente em Setembro para um total de 2,68 milhões.

 

Com a descida dos juros portugueses e a subida dos alemães, também o risco da dívida portuguesa – medido pelo spread face à dívida alemã – está a descer esta quinta-feira. O recuo é de 5,3 pontos para 339,7 pontos.

 

Em Espanha, os juros da dívida a dez anos agravam-se em 2,6 pontos para 0,923% enquanto em Itália a subida é de 2 pontos para 1,202%. 


Ver comentários
Saber mais Zona Euro Alemanha Portugal Espanha Itália juros obrigações mercado de dívida
Mais lidas
Outras Notícias