Obrigações Juros portugueses em mínimos de Janeiro

Juros portugueses em mínimos de Janeiro

As taxas de juro implícitas na dívida portuguesa continuam em queda, negociando em níveis de Janeiro.
Juros portugueses em mínimos de Janeiro

As taxas de juro implícitas na dívida a 10 anos de Portugal estão a cair pelo quarto dia consecutivo, recuando neste período 13,3 pontos. A "yield" está a descer para 2,739% esta quinta-feira, 11 de Agosto, tendo já tocado nos 2,736%, depois de ontem ter chegado a negociar nos 2,735%, o que corresponde ao valor mais baixo desde Janeiro.

 

O comportamento não é exclusivo de Portugal. As taxas associadas à dívida de Espanha, Itália, França e Alemanha estão a registar descidas ligeiras. O "spread" da dívida portuguesa face à alemã (a referência) encontra-se em torno dos 101 pontos base.

 

As quedas dos últimos dias estão relacionadas com a expectativa em torno de mais estímulos por parte dos bancos centrais.

 

A descida dos custos de financiamento dos países do euro está a ser justificada pelos analistas com a expectativa de que os bancos centrais desencadeiem uma nova vaga de flexibilização da política monetária e da compra de activos para injectar mais liquidez na economia.

Ainda na semana passada o Banco de Inglaterra anunciou um corte da taxa de juro para o mínimo histórico de 0,25% e um reforço da compra de activos para contrariar os efeitos negativos do Brexit.

O Banco Central Europeu, por seu lado, não anunciou qualquer alteração à sua política monetária em Julho, mas garantiu que os responsáveis vão monitorizar de perto o impacto da decisão dos britânicos de sair da União Europeia. 

 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI