Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Pagamento ao FMI? Portugal reembolsa hoje 5,4 mil milhões em obrigações

Lembra-se de Pedro Passos Coelho ter anunciado que Portugal iria reembolsar o FMI em 5,4 mil milhões de euros? Tudo não passou de um engano, já que o montante era de obrigações que serão pagas hoje. Um dia no qual o Tesouro terá de desembolsar mais de seis mil milhões.

Miguel Baltazar
André Tanque Jesus andrejesus@negocios.pt 15 de Outubro de 2015 às 11:55
  • Assine já 1€/1 mês
  • 22
  • ...

"No próximo dia 15 de Outubro vamos pagar mais 5.400 milhões dos 78 mil milhões de euros" ao Fundo Monetário Internacional. Foi esta a frase de Pedro Passos Coelho que, a 21 de Setembro, apanhou todos desprevenidos. O anúncio a menos de um mês das eleições, bem como o elevado montante em causa, caíram que nem uma bomba em Portugal, mas também nos mercados. O problema? Tudo não passava de um engano.

Afinal o que Passos Coelho queria dizer é que o Estado iria reembolsar 5.425 milhões de euros em obrigações do Tesouro, tal como o Negócios avançou no próprio dia do equívoco. Algo que não necessita de anúncio, uma vez que, quando o Tesouro emite obrigações, a data de reembolso é definida antes da venda das mesmas. E para os títulos em questão, o reembolso acontecerá esta quinta-feira, 15 de Outubro.

Em causa está uma linha de dívida lançada em Julho de 2005, com um valor inicial de três mil milhões de euros. Após vários leilões de mais obrigações iguais e, posteriormente, trocas e recompras de dívida, a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) chegou ao montante de 5.425 milhões de euros. Mas este não será o único montante a ser pago esta quinta-feira.

As obrigações do Tesouro são um instrumento de dívida de remuneração fixa, pelo que pagam aos investidores um juro, por norma, anual. Nas obrigações em causa, o conhecido "cupão" é de 3,35%, o que equivale a um montante de 181,7 milhões de euros em juros, além do reembolso das próprias obrigações. E há outros cupões que serão pagos pelo IGCP esta quinta-feira, referentes às obrigações que vencem em Outubro de 2016 e Outubro de 2025.

São 441,2 milhões de euros em juros, que o Estado tem ainda de suportar, o que eleva as responsabilidades financeiras do dia para 6.048 milhões de euros. Mas este é mesmo um mês bastante agitado para o Tesouro, já que tem ainda o pagamento de mais dois cupões. Estes são referentes às linhas de dívida que vencem em Outubro de 2017 e Outubro de 2023, em relação às quais Portugal terá de pagar 783 milhões de euros em juros.

Feitas as contas, o montante que o IGCP terá de reembolsar este mês ascende a 6.831 milhões de euros. Um valor elevado, depois de Portugal ter emitido 1.300 milhões de euros em obrigações na quarta-feira, além dos três mil milhões colocados no mercado no início de Setembro.
Ver comentários
Saber mais Fundo Monetário Internacional Pedro Passos Coelho Portugal Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública IGCP
Outras Notícias