Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal paga juro mais baixo de sempre para emitir dívida a 15 anos

Os custos de financiamento de Portugal voltaram a baixar para mínimos históricos, neste que foi o primeiro leilão de dívida pública desde as eleições legislativas e subida de rating da DBRS.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 09 de Outubro de 2019 às 10:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • 16
  • ...

O IGCP realizou esta quarta-feira um leilão de obrigações do Tesouro com maturidade em 18 de abril de 2034, tendo emitido 750 milhões de euros.

 

Nesta que foi a primeira emissão desde as eleições legislativas e subida de "rating" de Portugal por parte da DBRS, o instituto que gere a dívida do Estado aceitou pagar uma taxa de juro de 0,49%, o que representa o custo de financiamento mais baixo de sempre nesta maturidade. 

 

Na última emissão de dívida a 15 anos, realizada a 11 de setembro, o IGCP aceitou pagar uma taxa de juro de 0,676%, bem abaixo dos 1,052% suportados no leilão realizado em julho. Na emissão de setembro foram colocados 400 milhões de euros em obrigações com maturidade em 2034, sendo que a procura atingiu 919 milhões de euros, ou seja, 2,3 vezes a oferta.

O instituto liderado por Cristina Casalinho (na foto) optou por colocar apenas 750 milhões de euros (ponto mais baixo do intervalo pré-definido que ia até mil milhões de euros), mas a procura foi robusta. Atingiu 1,85 mil milhões de euros, o que supera a oferta em 2,47 vezes. 

 

A descida da taxa de juro que os investidores exigem para financiar Portugal está em linha com a evolução das "yields" no mercado secundário, que têm atingido mínimos históricos em linha com o comportamento da restante dívida soberana europeia. Na maturidade a 10 anos, a taxa das obrigações portuguesas está agora abaixo das espanholas.

(Notícia em atualização)

Ver comentários
Saber mais IGCP emissão de dívida obrigações do tesouro
Outras Notícias