Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Centeno pede cautela após aumento histórico de juros do BCE

O governador do Banco de Portugal e membro do conselho do BCE pede “pequenos passos” nas próximas decisões sobre as taxas de juro. Defende que devem ser “previsíveis” e sem avanços e recuos.

Mário Centeno assinalou os 111 anos do ISEG, escola onde foi aluno e docente, mas evitou alongar-se sobre os desafios da subida de preços na UE.
Bruno Colaço
Negócios com Bloomberg 11 de Setembro de 2022 às 11:23
  • Partilhar artigo
  • 10
  • ...

O governador do Banco de Portugal e membro do conselho do Banco Central Europeu defendeu, em declarações à Bloomberg, cautela nas próximas decisões de política monetária, depois de ter feito o maior aumento das taxas de juro na semana passada ao decidir por uma aceleração de 75 pontos base.

Mário Centeno reconhece que embora a decisão de acelerar o ritmo de subida das taxas tenha sido "muito importante", as autoridades devem "permanecer previsíveis e agir na margem em passos tão pequenos quanto possível", afirmou o governador do banco central nacional. E alertou para o perigo de uma avanços e recuos da política monetária. "O pior cenário para o decisor de políticas é a perceção de avanços e recuos, correndo atrás dos dados", afirmou.

O governador fez estas afirmações um dia depois de o BCE ter decidido avançar com o maior aumento das taxas de juro, em 75 pontos base, colando-se à urgência já apontada pela Reserva Federal norte-americana, num maior aperto monetário para fazer face à elevada inflação.

"As taxas de juros são claramente o melhor instrumento para lidarmos com a situação atual", defendeu Centeno.

Ver comentários
Saber mais Mário Centeno Banco de Portugal Banco Central Europeu juros
Outras Notícias