Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CGD paga taxa inferior a 3,2% para emitir 750 milhões em dívida hipotecária

Banco do Estado já fechou o livro de ordens na emissão de dívida hipotecária. Segundo apurou o Negócios, foram emitidos 750 milhões de euros com uma taxa inferior a 3,2% a cinco anos.

Cátia Barbosa/Negócios
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A Caixa Geral de Depósitos e os bancos que estão a gerir a operação já fecharam os livros de ordens numa emissão de dívida hipotecária com maturidade em 15 de Janeiro de 2019.

 

Segundo apurou o Negócios, foram emitidos 750 milhões de euros com uma taxa implícita inferior a 3,2%, o que fica ligeiramente abaixo da taxa que o banco se propunha pagar quando partiu, esta manhã, para a operação.

 

Os bancos gestores da operação são o Crédit Agricole, o CaixaBI, o Commerzbank, o HSBC e o JPMorgan.

 

Foi também no arranque do ano passado (11 de Janeiro de 2013 ), que a CGD realizou a primeira emissão de obrigações hipotecárias (títulos garantidos por créditos à habitação) por parte de um banco português desde 2010.

 

O banco estatal emitiu na altura 750 milhões de euros em obrigações hipotecárias, também com uma maturidade a cinco anos, numa operação onde a oferta atingiu 4 mil milhões de euros e o “spread” ficou em 285 pontos base, o que permitiu colocar o juro da emissão abaixo dos 4%.

 

A emissão realizada o ano passado contou com a participação de cerca de 200 investidores, sendo que 90% eram estrangeiros.

 

Esta emissão da CGD surge numa altura em que Portugal se prepara para emitir dívida de longo prazo, no âmbito da estratégia de regresso ao país ao financiamento autónomo e fim do programa de assistência.

 

(Notícia actualizada às 10:06 com os resultados finais da operação)

Ver comentários
Saber mais CGD Caixa Geral de Depósitos dívida hipotecária
Outras Notícias