Taxas de juro Ex-corretores do Barclays condenados até seis anos de cadeia

Ex-corretores do Barclays condenados até seis anos de cadeia

Os antigos profissionais do Barclays acusados no caso de manipulação da libor foram condenadas com penas até seis anos, mas apenas terão de cumprir metade do tempo na prisão.
Ex-corretores do Barclays condenados até seis anos de cadeia
Bruno Simão
Patrícia Abreu 07 de julho de 2016 às 15:30

Os três antigos corretores do Barclays condenados no caso de manipulação da libor já sabem quais serão as suas penas. Os profissionais, acusados de agir fraudulentamente na negociação destas taxas, foram condenados com sentenças que oscilam entre 33 meses e seis anos e meio de prisão.


Jay Merchant recebeu a pena mais dura, enquanto Alex Pabon foi condenado a dois anos e nove meses de cadeia e Jonathan Mathew a quatro anos, avança a Reuters. Os três traders já tinham sido considerados culpados na manipulação das taxas, mas apenas agora conheceram as suas penas.


As penas não terão que ser, porém, cumpridas na íntegra. O juiz Anthony Leonard decretou que os ex-funcionários do Barclays poderão cumprir apenas metade das sentenças na cadeia e o restante tempo em liberdade. Na leitura das sentenças, o juiz chamou a atenção para o facto deste caso mostrar "a falta de integridade" que caracteriza a banca.


Estas sentenças surgem quatro anos depois do escândalo da libor ter obrigado o Barclays a desembolsar 290 milhões de libras em multas no seguimento da manipulação das taxas. O caso custaria a demissão do então líder do banco, Bob Diamond, que colocou o seu cargo à disposição após ter rebentado o escândalo.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI