A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Juros da dívida voltam a subir e acompanham tendência do resto da Europa

As taxas de juro associadas à dívida nacional estão a subir em todas as maturidades no mercado secundário, com excepção a dois anos, entre os nove e os 23 pontos base. Esta é uma tendência partilhada pelo resto da Europa.

Jorge Garcia jorgegarcia@negocios.pt 21 de Agosto de 2013 às 17:01
  • Partilhar artigo
  • 6
  • ...

A “yield” da dívida pública portuguesa está a subir 9,7 pontos base para 6,435% na maturidade a 10 anos, segundo as taxas genéricas da Bloomberg para o mercado secundário. No prazo de cinco anos, o avanço é de 22,6 pontos base para 5,913% e, na de dois anos, a descida é de 3,5 pontos base para 3,662%.

 

Portugal regressou esta quarta-feira ao mercado. Conseguiu angariar mil milhões de euros através de duas emissões de curto prazo. No prazo a 12 meses, Portugal viu diminuir o custo, depois de em Julho terem chegado ao nível mais elevado em nove meses, antes do Presidente Cavaco Silva aprovar o plano do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho para manter o governo de coligação. Já a três meses registou uma subida ligeira.

 

O comportamento dos juros da dívida no resto da Europa tem sido semelhante, com a “yield” italiana a 10 anos a subir para o nível mais elevado das últimas duas semanas, ao avançar 6,2 pontos base para 4,370%, depois de um jornal ter noticiado que o antigo primeiro-ministro, Silvio Berlusconi, ter ameaçado retirar o seu apoio ao actual governo.

 

Em Espanha, as taxas de juro a 10 anos também estão a registar uma subida, de 7,3 pontos base para 4,542%, depois de nos últimos dois dias terem avançado 11 pontos base.

 

A “yield” da emissão de obrigações soberanas francesas a 10 anos sobe 3,5 pontos base para 2,435%, bem como a “yield” grega a 10 anos que avança 10,4 pontos base para 10,107%.

 

Já os juros das “bunds” alemãs aumentam 3,7 pontos base para 1,878%, depois de na passada segunda-feira terem atingidos os 1,92%, o valor mais elevado desde 27 de Março de 2012.

 

A volatilidade das obrigações alemãs foi a mais elevada da Zona Euro, seguida pelas congéneres francesa e finlandesa.

Ver comentários
Saber mais Taxa de juro yields Portugal dívida
Outras Notícias