Taxas de juro Natixis: "Papel do presidente pode ser crucial para estabilizar situação política"

Natixis: "Papel do presidente pode ser crucial para estabilizar situação política"

O banco de investimento considera que o Presidente da República poderá ter um papel fundamental nos próximos meses.
Natixis: "Papel do presidente pode ser crucial para estabilizar situação política"
Pedro Elias
Rui Barroso 25 de janeiro de 2016 às 13:15

O economista do Natixis, Jesus Castillo, entende que "o papel do Presidente pode tornar-se crucial para estabilizar a situação política". Numa nota a clientes a que o Negócios teve acesso, o banco de investimento considera que "tendo em mente os poderes do Presidente e a fragilidade da coligação, o Presidente da República poderá desempenhar um papel mais importante nos próximos meses".

O Natixis já havia defendido anteriormente que o teste ao Governo de António Costa poderia ocorrer no segundo semestre deste ano, altura em que se começará a preparar o Orçamento do Estado para 2017. "Pode ser o gatilho para uma ruptura", considera o economista do Natixis.

Apesar das diferentes cores políticas do Governo e de Marcelo Rebelo de Sousa, o Natixis recorda que "não é a primeira vez que tal acontece na história recente e não perspectivamos uma situação de bloqueio nesta altura".

Mas relembra aos investidores os poderes do Presidente. "Apesar de os poderes do Presidente serem limitados, ele pode dissolver a Assembleia da República, mas não durante o primeiro semestre após as eleições legislativas".

A perspectiva do banco de investimento para a situação política portuguesa, combinada com a incerteza sobre as decisões das agências de 'rating', levou o Natixis a recomendar este mês a aposta na descida do valor das obrigações portuguesas.  




pub

Marketing Automation certified by E-GOI