Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Powell reconduzido como "chairman" da Fed. Brainard eleita vice-presidente

Joe Biden optou por manter Jerome Powell na liderança da Reserva Federal dos Estados Unidos. A democrata Brainard será vice-presidente.

Jerome Powell, presidente da Fed, divulga esta quarta-feira as conclusões da        reunião de política monetária.
Shawn Thew/Reuters
Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 22 de Novembro de 2021 às 14:08
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
Jerome Powell será presidente da Reserva Federal dos Estados Unidos por mais quatro anos. A confirmação da recondução do atual "chairman" na liderança do banco central norte-americano foi feita esta segunda-feira pela Casa Branca. Já a governadora Lael Brainard sobe a vice-presidente.

Joe Biden já tinha prometido uma decisão sobre a Fed antes do Dia de Ação de Graças, celebrado nos Estados Unidos esta quinta-feira, e que a escolha estava entre o atual presidente e a governadora Lael Brainard. Num comunicado divulgado esta segunda-feira, a Casa Branca confirmou que Jerome Powell, cujo mandato enquanto presidente terminava em fevereiro do próximo ano, vai ser reconduzido no cargo por outros quatro anos.

Já Lael Brainard é promovida a vice-presidente do conselho de governadores do banco central norte-americano, substituindo Richard Clarida nestas funções. No comunicado publicado pela Casa Branca, Biden adianta que conta com Powell e Brainard para, através da sua ação na Fed, continuarem a apoiar a recuperação da economia do país, realçando o trabalho de Powell no período da pandemia.

"Embora ainda haja mais a ser feito, fizemos um progresso notável nos últimos 10 meses para fazer os americanos voltarem ao trabalho e colocar a nossa economia em movimento novamente", comentou o presidente dos EUA, no comunicado divulgado pela Casa Branca.

Biden justifica o"sucesso" na evolução da economia norte-americana com a ação da Fed, "sob a presidência de Powell e de Brainard para nos ajudar a atravessar a pior recessão da história americana moderna e nos colocar no caminho para recuperação".

"Como eu disse antes, não podemos simplesmente voltar para onde estávamos antes da pandemia, precisamos reconstruir nossa economia melhor, e estou confiante de que o presidente Powell e Brainard vão concentrar-se em manter a inflação baixa e os preços estáveis e proporcionar pleno emprego, o que tornará a nossa economia mais forte do que nunca", justifica o presidente norte-americano.

"Juntos, eles também compartilham a minha profunda convicção de que uma ação urgente é necessária para lidar com os riscos económicos representados pela mudança climática e ficar à frente dos riscos emergentes em nosso sistema financeiro", acrescenta. O presidente remata reiterando que para manter a recuperação é preciso "estabilidade e independência na Reserva Federal - e tenho plena confiança após a sua prova de fogo nos últimos 20 meses que o Presidente Powell e Brainard fornecerão a liderança forte de que o nosso país precisa", remata.

Apesar de Biden ter admitido que estava dividido entre Powell e Brainard para a presidência da Fed, o atual presidente da entidade recolhia o apoio da secretária do Tesouro, a sua antecessora no banco central, Janet Yellen, e de outros democratas. Já a senadora Elizabeth Warren era a maior opositora de Powell, sobretudo após as demissões na Fed, devido à negociação de ações por parte de vários membros da autoridade monetária.

Brainard e Powell partilham visões parecidas no que diz respeito à política monetária, mas têm algumas divergências na regulação bancária e ao papel do banco central na desigualdade de rendimentos.

Ver comentários
Saber mais Fed Powell Brainard
Outras Notícias