Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Seguros contra incumprimento de Itália, Espanha e França batem recordes

Os investidores continuam a exigir juros cada vez mais elevados para comprar dívida pública dos países mais endividados, elevando o diferencial face às "bunds" alemãs.

Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 15 de Novembro de 2011 às 10:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
Os custos dos seguros contra o incumprimento de Itália, Espanha e França estão hoje a negociar em valores recorde, num momento em que os investidores exigem prémios cada vez mais elevados para comprar a dívida destes países.

Os credit-default swaps (CDS) de Itália dispararam 15 pontos base, para 577 pontos, enquanto os CDS de Espanha subiram para 464 pontos, segundo dados do CMA, citados pela agência Bloomberg.

Já os seguros contra o incumprimento da Bélgica aumentaram oito pontos base, para um recorde de 331 pontos, enquanto os CDS de França subiram três pontos base, para um máximo histórico de 217 pontos.

Nos últimos dias assistiu-se a um agravamento da crise da dívida soberana na Europa, que levou à nomeação de novos governos em Itália e na Grécia. Contudo, estas medidas foram insuficientes para tranquilizar os investidores em relação a estes países.

“Spreads” também estão em máximos

Além dos custos dos CDS, também os “spreads” face à dívida pública alemã estão a transaccionar em valores históricos, com os investidores a procurarem refúgio junto das “bunds” alemãs.

O diferencial entre a dívida italiana e alemã superou os 500 pontos base. O “spread” da dívida pública italiana a 10 anos sobe 23 pontos base, para os 515 pontos base.

Já as Obrigações espanholas a 10 anos negoceiam com um “spread” de 452 pontos base, face às “bunds”, o valor mais alto de sempre. Os “spreads” de França e Áustria também estão a transaccionar a valores recordes, ao negociarem em 176 pontos base e 170 pontos base.

A divida pública belga aumentou o diferencial face às obrigações alemãs para 293 pontos base, o valor mais elevado desde pelo menos 1993.

Ver comentários
Saber mais yields spreads Espanha Itália França Bélgica
Mais lidas
Outras Notícias