A carregar o vídeo ...
Prio: Intermarché não pode "ignorar" que andou a comprar combustível a empresas investigadas por "contrabando"
24.02.2018
O presidente da Prio, Pedro Morais Leitão, defende que o Intermarché não pode "ignorar" que andou a comprar combustível a empresas que estão a ser investigadas por "contrabando" de combustíveis a partir de Espanha.


A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Até à acusação...é só especulação! 25.02.2018

O Sr. Morais Leitão tem lá uns advogados na família que o deviam aconselhar...se o processo está em investigação é porque ainda não foi deduzida qualquer acusação...
E se o Intermarché mudasse de fornecedor e viesse a ser considerado inocente, a Prio pagava-lhe a diferença de preço? Cantas bem...

Ao Anónimo que teve problemas com o gasóleo 25.02.2018

Se o gasóleo do Intermarché é assim tão mau, por que é que insiste? (à primeira todos caem, à segunda cai quem quer, diz o povo...)
Vá meter à Prio...que o Morais Leitão fica logo seu amigo...

Anónimo 25.02.2018

Por duas vezes tive problemas com o gasoleo. Uma parou o Jeep e fui ver o filtro o gasoleo parecia leite e tive que o mandar rebocar, a outra foi na Sertã, abri o filtro e saiu agua escura, depois liguei e ficou a trabalhar