A carregar o vídeo ...
Combustíveis: Sindicato diz-se contra a greve mas teve que acionar “bomba atómica”
19.04.2019
O presidente do sindicato de motoristas de matérias perigosas assegurou à Lusa que o setor é contra a greve, forma de luta que consideram prejudicial para patrões e trabalhadores, mas, sem outra opção, tiveram que recorrer à “bomba atómica”.


Marketing Automation certified by E-GOI