Negócios Em Rede Todos os caminhos inovadores vão dar a Guimarães

Todos os caminhos inovadores vão dar a Guimarães

A 25.ª edição do congresso anual da rede mundial dos EU-BIC (European Union Business and Innovation Centres) vai decorrer em Guimarães entre os dias 28 e 30 de Setembro.
Todos os caminhos inovadores vão dar a Guimarães
Este evento, que reunirá mais de 400 especialistas em empreendedorismo e inovação de todo o mundo, entre responsáveis máximos de várias estruturas da União Europeia, incluindo Comissão Europeia e Direcções-gerais, é organizado pelo BICMINHO, em parceria com a EBN - European BIC Network e a Câmara Municipal de Guimarães.

Depois de a cidade do Porto ter acolhido o evento em 2001, a edição deste ano regressa a Portugal, mais concretamente a Guimarães, que se junta a Lyon, Málaga, Edimburgo, Sevilha, Nantes, San Sebastian, Nápoles, Cagliari, Budapeste, Burgos e Toulon, como uma das cidades que já acolheram o Congresso Mundial de Empreendedorismo e Inovação, que no ano passado, se realizou em Bruxelas, pela segunda vez.

"Revisitar o passado, viver o presente, criar o futuro" é o tema do maior evento internacional do sector, que decorrerá num concelho com uma forte tradição industrial e com excelentes exemplos de indústrias que apostaram na inovação e na criatividade. Mas do que estamos a falar concretamente? No que consiste este evento? Em resumo: no berço de Portugal vão partilhar-se experiências e discutir-se ideias para a construção de um futuro positivo suportado pela inovação e o sucesso empresarial.

O evento contará com a participação de membros de governos e autoridades nacionais, regionais e locais, membros da Comissão Europeia, instituições científicas, "clusters", agências de desenvolvimento, universidades, incubadoras, aceleradoras, start-ups, PME, investidores e empreendedores. A maioria dos países da União Europeia e da EFTA estarão representados neste evento.


25.ª
Edição do Congresso EBN - European BIC Network.


15.º
Aniversário do BICMINHO.


400
Instituições de apoio ao empreendedorismo e à inovação empresarial de todo o mundo estão presentes.


"Guimarães reúne condições únicas para se afirmar como o principal pólo dinamizador do desenvolvimento económico e da competitividade. Vamos acolher uma comunidade internacional de organizações especializadas que apoiam empreendedores e PME a inovar, a criar e a transformar as nossas economias", explicou Domingos Bragança, presidente do município vimaranense.

Ricardo Costa, vereador responsável pela Divisão de Desenvolvimento Económico da Câmara de Guimarães, sublinha que este "encontro internacional será acima de tudo uma oportunidade que o município de Guimarães e o BICMINHO irão proporcionar aos vários 'players' presentes, nomeadamente locais, através do networking entre os 'stakeholders', de onde resultarão, com certeza, diversas sinergias". Estas, explica Ricardo Costa, "ajudarão a inovar e a impulsionar a criação de novas empresas promovidas por empreendedores, através do apoio à inovação, incubação e internacionalização, promovendo o desenvolvimento económico das regiões, criando novos empregos e desenvolvendo novas empresas ou outras já existentes, identificando-se assim como um importante agente de desenvolvimento regional".

O vereador não regateia elogios a Guimarães - "é um concelho ímpar" -, por ser "um território que atrai talentos e que pretende ser competitivo". As virtudes de Guimarães parecem passar fronteiras, até porque, recorde-se, assegurou a organização deste evento no ano passado em Milão, após ter derrotado Paris.

A importância do design

Guimarães é uma das cidades mais empreendedoras, inovadoras e industriais de Portugal, apostando na valorização do design e das indústrias culturais e criativas como factor de desenvolvimento e de competitividade. Os vimaranenses estão no bom caminho, pois a economia europeia aposta não só na inovação tecnológica, mas também na inovação pelo design, que tem vindo a assumir-se como o principal motor do crescimento económico. Por isso, o município de Guimarães e o BICMINHO acreditam que o Design for Innovation contribui para a competitividade e eficácia de empresas (bom design oferece melhores produtos, marcas mais fortes, e novos mercados); sector público (põe as pessoas em primeiro lugar, melhorando a experiência e a eficácia dos serviços); e política (políticas regionais e nacionais podem ajudar a criar condições para a inovação pelo design nas empresas, no sector público, e demais organizações).

Oradores Estão previstos vários oradores e de diversos quadrantes para o congresso, destacando-se membros do Governo português, como António Costa, primeiro-ministro, ou Manuel Caldeira Cabral, ministro da Economia.

No que diz respeito aos especialistas nacionais e internacionais, estão previstos John Mathers (Design Council UK), Pedro Janeiro (Novabase), Anders Liland (Wilfa AS da Noruega), Irena Vodopivec (Gorenje Corporate University da Eslovénia), Ricardo J. Hernandez (Lancaster University), entre outros.

Está confirmada a presença de várias delegações vindas da China, Taiwan, Índia, Rússia, Indonésia, Brasil, Malásia, Chile, Canadá, EUA, Egipto, Turquia, e não só.

Sessões de sexta-feira são imperdíveis

Nuno Gomes, administrador executivo do BICMINHO e director executivo da Associação dos BIC Portugueses, destaca a sexta-feira como o dia a não perder deste congresso. "Para as empresas, empreendedores, investigadores ou designers, para o público-alvo mais regional e nacional, sexta-feira é o dia mais interessante, pois a discussão vai centrar-se mais no que é realidade empresarial do terreno. Sobretudo na parte da tarde, em que vamos ter um designer muito conhecido, o Javier Mariscal, principalmente pelo trabalho desenvolvido para os Jogos Olímpicos de Barcelona 92, que ainda hoje é valorizado e premiado", explica Nuno Gomes, acrescentando que "Javier vai explicar como as empresas e os designers poderão desenvolver novos produtos e novos processos, que depois têm uma aplicação prática e que podem gerar mais-valias competitivas para as empresas."

Além de Javier Mariscal, Nuno Gomes destaca a presença do CEO do iF Design, Ralph Wiegmann. O iF Design é uma organização que atribui, anualmente, prémios para os melhores produtos de design, "sobretudo o design de aplicação prática e não tanto o design do ponto de vista estético", conta Nuno Gomes. "É o design que gera mais-valias competitivas, que acrescenta valor aos produtos e que faz aumentar as vendas, as margens e a afirmação das empresas no mercado internacional", avança.

Quinta-feira, dia 29, será um dia mais dedicado à rede internacional dos BIC.





Marketing Automation certified by E-GOI