Outros sites Cofina
Negocios em rede
Mais informações

C•Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do universo Cofina.
Aqui as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Notícia

Mind The Trash põe a sustentabilidade online

A loja assume-se como a primeira em Portugal a iniciar a luta contra o plástico a nível do comércio eletrónico.

03 de Novembro de 2021 às 11:51

A Mind The Trash é uma loja online de venda de produtos mais amigos do ambiente e da saúde, "tendo sido a primeira loja que iniciou a sua luta contra o plástico a nível de e-commerce em Portugal", explica Catarina Matos, gerente daquele espaço. Para além de loja, a Mind The Trash é também um blogue e uma rede social de partilha de inúmeras dicas e conteúdo informático e de consciencialização "de forma a promover o seu posicionamento face à sustentabilidade".

 

Catarina Matos explica que o nome e conta de Instagram surgiram em Londres, em 2016, inspirada na frase "Mind the gap between the train and the platform", que a fundadora, arquiteta de formação, ouvia todos os dias ao deslocar-se até ao trabalho.

 

Com Christian Andersen, o seu parceiro de negócio, avançou com a abertura da loja online em Portugal, após se mudarem para Lisboa. Atualmente, a Mind The Trash conta com vários produtos de marca própria (cosmética e higiene pessoal) e distribui várias marcas.

 

O projeto iniciou-se somente com os dois fundadores, "sem alguma experiência em empreendedorismo ou e-commerce, tendo sido tudo aprendido de forma autónoma por ambos". Atualmente a equipa é composta por seis elementos, tendo sido adicionados recentemente "três novos colaboradores a part-time". Catarina Matos explica que a evolução do negócio "tem sido muito positiva desde o início do projeto marcando bem a sua posição enquanto e-commerce dedicado à sustentabilidade". Desde o início que as vendas "têm vindo a subir." "Excluindo estes últimos meses de 2021, em que temos sentido uma descida de vendas, mas que acreditamos que é geral e que se deve também ao facto de as pessoas quererem regressar às lojas físicas".

 

Em 2020, a Mind The Trash ganhou o prémio Medalha de Ouro emitido pela Portugal E-Commerce Awards na categoria de Melhor Acondicionamento de Produtos e na categoria de Melhor Packaging de Artigos. Em 2021, a certificação TOP 5% Melhores PME (Pequenas e Médias Empresas) de Portugal, em termos de desempenho e solidez financeira, que vem reforçar a sustentabilidade da Mind The Trash enquanto loja, "não só em termos de produtos, mas também a nível financeiro".

 

Mais: a loja conta ainda com o selo de website "Green" pela The Green Web Foundation, por ter o seu e-commerce alojado num servidor que é o primeiro a utilizar 100% energias renováveis, com neutralizações de emissões de carbono desde 2007 e com a meta de alcançar zero emissões de carbono até 2030.

 

A gerente da Mind The Trash acredita que tudo isto "tem contribuído para a evolução e confiança da marca no mercado", comprovando que esta, "como loja online sustentável, é bem mais do que vender só produtos".

 

Linhas de atuação

 

A Mind The Trash opera em três linhas de negócio, que têm como objetivo fazer crescer a marca de forma sustentável e ao mesmo tempo ajudar outras lojas portuguesas com a mesma missão e valores a fazer o mesmo.

 

A primeira diz respeito ao desenvolvimento de produtos sustentáveis em Portugal com oferta de produtos que ajudem na mudança de hábitos e consumo consciente. Por essa razão, decidiram "apostar em produtos da própria marca, tendo em mente que a sua produção deve ser feita no País de forma justa e com qualidade".

 

Uma segunda área diz respeito à importação e distribuição de produtos que preencham as falhas no mercado português de produtos ecológicos. Catarina Matos considera que, em Portugal, ainda se está "um bocadinho atrás no que diz respeito a produtos ecológicos". Por isso, a Mind The Trash tenta "encontrar produtos que sejam produzidos na União Europeia e no Reino Unido que ajudem a trazer para o País alternativas sustentáveis".

 

Finalmente, pretende-se ainda promover a economia circular entre os stakeholders, sejam eles parceiros, clientes ou fornecedores, sendo que o material recebido de alguns deles, por exemplo, "é devidamente reutilizado por nós nas nossas encomendas".

 

A Mind The Trash tem o seu e-commerce alojado num servidor que é o primeiro a utilizar 100% energias renováveis, com neutralizações de emissões de carbono Catarina Matos, gerente da Mind The Trash
Mais notícias