Empresas Sustentáveis 2019 Certificação ambiental em números

Certificação ambiental em números

A quantidade de entidades com certificação EMAS tem vindo a decrescer em Portugal e um pouco por toda a Europa. Já as organizações certificadas pela norma ISO 14001 mais do que triplicaram em Portugal nos últimos 10 anos.
Certificação ambiental em números

Nem sempre é fácil medir com clareza o nível de certificação ambiental e sustentabilidade das empresas, globalmente. No entanto, a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) disponibiliza regularmente os dados mais recentes de que dispõe em matéria de adesão aos sistemas de gestão ambiental e ao Rótulo Ecológico da União Europeia (REUE), por via da ficha temática "Instrumentos de gestão ambiental".

 

A análise contabiliza as organizações que têm implementados sistemas de gestão ambiental, de acordo com a norma ISO 14001 ou com o Sistema Comunitário de Ecogestão e Auditoria (EMAS), e também as empresas que têm produtos com REUE.

 

Em termos comunitários, no final de outubro de 2017, tinham sido já contabilizadas cerca de 3858 organizações registadas no EMAS. Um valor abaixo do número máximo de entidades registadas; esse máximo verificou-se em 2011, com cerca de 4600 registos. A partir dessa data, tem sido percetível um decréscimo de entidades que optam por aderir ao Sistema Comunitário de Ecogestão e Auditoria.

 

De acordo com os dados da Agência Portuguesa do Ambiente, a perda de atratividade do EMAS "é comum a todos os Estados-membros". Ainda assim, Portugal tem conseguido manter "uma posição de topo entre os seus pares ocupando, em outubro de 2017, o 8.º lugar em número de organizações registadas". No topo da tabela estava a Alemanha, país com maior número de organizações registadas, seguida da Bélgica, Polónia, Chipre, Áustria, Espanha e Itália.

 

Em 2017, ocorreram dois novos registos e dois cancelamentos no EMAS, totalizando 54 organizações registadas em Portugal. Recorde-se que o EMAS permite o registo coletivo, ou seja, fazer um único registo da totalidade ou de um conjunto de locais de atividade de uma determinada organização.

 

Nesse sentido, embora os registos nacionais tenham apresentado, nos últimos anos, um decréscimo, em contrapartida, no que se refere aos locais de atividade, "este decréscimo não é tão significativo". Um facto que se explica por existir uma tendência de registos coletivos, bem como por um acréscimo de novos locais de atividade por parte de organizações já registadas.

 

Norma ISO 14001 em crescendo

Em sentido contrário, no que diz respeito à adesão efetiva das empresas, segue a norma ISO 14001. Na realidade, segundo dados disponibilizados pela Agência Portuguesa do Ambiente, na última década, o número de organizações certificadas pela norma, em Portugal, mais do que triplicou. Assim sendo, verificou-se um aumento de 365 em 2006 para 1174 em 2017. Este número resulta num crescimento de 4,5% face a 2016, sendo dados do IPAC, citados pela APA.

 

Já relativamente ao Rótulo Ecológico da União Europeia (REUE), verifica-se que, a 31 de dezembro de 2017, "existiam 15 empresas às quais esta certificação foi atribuída a um ou mais dos seus produtos e serviços", segundo dados da DGAE.

Quem recebe o Rótulo Ecológico da União Europeia

  • Serviços de alojamento turístico (de seis empresas);
  • Produtos de limpeza lava-tudo e produtos de limpeza para instalações sanitárias (de seis empresas);
  • No total existiam, no final de dezembro de 2017, 19 licenças ativas.
  • 894 produtos se inserem na classe "Papel de cópia";
  • 130 produtos na classe "Papel tissue";
  • 100 produtos na classe "Tintas e vernizes para interiores";
  • 18 produtos na classe "Produtos de limpeza lava-tudo e produtos de limpeza para instalações sanitárias";
  • 6 produtos na classe "Serviços de Alojamento Turístico".



pub

Marketing Automation certified by E-GOI