Formação de Executivos 2018 II Empresas estão a investir mais na formação

Empresas estão a investir mais na formação

Formação de executivos, Católica Porto Business School, Ana Côrte-Real, empresas
Empresas estão a investir mais na formação

Com a crise cada vez mais longe e a consolidação da economia portuguesa, as empresas estão a apostar mais em formação. Assim, regista-se uma "maior procura por programas customizados", bem como "maior disponibilidade para inscrever colaboradores em programas de formação aberta". "Mudança é talvez a palavra que caracterize os últimos anos no que respeita ao tecido empresarial. Novas formas de trabalhar, a digitalização da economia e todos os desafios inerentes, a robotização, a inteligência artificial ou o ‘business intelligence’ são temas muito debatidos e já com enorme impacto nas empresas e seus colaboradores", informa Ana Côrte-Real.

 

A docente diz que na Católica Porto Business School continua a acreditar-se que uma sólida formação técnica é "muito importante" na construção dos profissionais que vão beneficiar as empresas. "Mas não é suficiente. A diferenciação de um gestor passa, cada vez mais, por desenvolver a sua sensibilidade em temas complementares à dimensão mais técnica – as ‘soft skills’ – e também por desenvolver um olhar crítico sobre o seu percurso pessoal e profissional". Segundo Ana Côrte-Real, questões como "competências de comunicação, liderança, capacidade de gestão de pessoas, inteligência emocional, resolução de problemas, tomada de decisão e gestão da mudança" são o que diferencia um gestor. E, assegura, são essas dimensões que a escola integra na sua formação.

 

Adaptação às necessidades

 

O objectivo da Católica Porto Business School é permitir que os seus participantes consigam compatibilizar a vida profissional, pessoal e a aprendizagem. Tal levou a escola a fazer duas alterações significativas: a lógica modular para obtenção dos diplomas das pós-graduações e o novo funcionamento do MBA Executivo. "Ao nível das PG cada participante pode obter o seu diploma no espaço de três anos, juntando os créditos necessários para a obtenção do grau e dessa forma podendo seleccionar os timings dos cursos que pretende fazer, não se vendo obrigado a fazê-lo de forma seguida". Quanto ao MBA Executivo passou a decorrer de forma intensiva "uma vez por mês - quartas, quintas, e sextas-feiras todo o dia e sábados de manhã". Uma mudança face ao modelo anterior que "funcionava todas as semanas, sextas-feiras todo o dia e sábado de manhã". "Implica menos um dia útil por mês, e ocupa apenas um sábado e não os quatro sábados por mês."




Marketing Automation certified by E-GOI