Outros sites Cofina
Negocios em rede
Mais informações

C•Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do universo Cofina.
Aqui as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Notícia

“Estes eventos mudam vidas”

A Unlimited Future – Feira de Mestrados e Pós-graduações tem impacto nos estudantes.

15 de Março de 2021 às 13:52

Iniciativa singular, a Unlimited Future é considerada a maior feira de mestrados e pós-graduações em Portugal. Recentemente, realizou-se a sexta edição deste evento, que continua a crescer e a tornar-se mais importante. Por isso, falámos com Eduardo Filho, presidente da Associação Inspirar o Futuro, a organizadora da feira, a quem pedimos um balanço de seis edições de Unlimited Future.

 

"Começámos no Mercado da Ribeira e, ano após ano, fomos crescendo e desenvolvendo o conceito. Já tivemos edições em Lisboa e no Porto. Fixámo-nos na Alameda da Cidade Universitária, com um balanço muito positivo ao receber, em média, 2.000 pessoas por evento e um leque de 40 expositores", começa por afirmar o responsável da Associação Inspirar o Futuro.

 

O que diferencia esta feira de mestrados e pós-graduações, além de ser a única do género, é o facto de não ser "tradicional". "Aqui os participantes podem explorar o seu futuro académico enquanto ouvem música, convivem e usufruem de um bar. No fundo, procuramos promover um ambiente descontraído para retirar a pressão deste momento de decisão."

 

Em fevereiro, a sexta edição da iniciativa foi exclusivamente online. E um dos maiores desafios foi transformar a feira para o virtual. "Não queríamos abdicar da nossa identidade, por isso, não só os stands virtuais se assemelhavam à realidade e à descontração da feira presencial, como tivemos live streams de DJ ao longo da feira virtual", explica Eduardo Filho. A estratégia resultou e o evento excedeu em muito as expectativas. "Sabíamos que o formato online nos permitiria chegar a alunos que antes não tinham a possibilidade de usufruir de uma feira do género."

 

Alunos dão feedback positivo

 

No que diz respeito ao feedback que têm dos alunos, durante e no fim da iniciativa, o presidente da Associação diz que tem sido "muito positivo". "Por um lado, porque estes eventos têm a capacidade de mudar a vida de algumas destas pessoas. Por outro, chegam-nos agradecimentos por continuar a possibilitar o acesso a esta informação, apesar da pandemia que vivemos."

 

Questionado se os estudantes que têm dúvidas sobre que curso escolher para o futuro ficam esclarecidos, responde que "muitos vão com ideias concretas e dúvidas específicas". "Outros procuram os vários caminhos possíveis, podendo acabar por ficar ainda mais baralhados, o que também é um ótimo sinal." E concretiza: "Significa que recolheram muita informação e já podem tomar uma decisão consciente e ponderada. A escolha do curso nem sempre é imediata, o que procuramos é que seja feita da forma mais informada possível."

 

Quanto aos mestrados e pós-graduações que estão a ter mais procura, existem muitos alunos com interesse nas áreas das ciências sociais e engenharias.

 

Sobre os desafios para o futuro da Associação, cujo trabalho abrange vários níveis de ensino, passa, no global, por ser a ponte para a informação e a reflexão ponderada dos projetos académicos e profissionais dos jovens, desde o primeiro momento de decisão até à entrada no mercado de trabalho. "Estamos a desenvolver vários projetos para alcançar esse fim, mas sabemos que o digital terá de estar sempre presente", sublinha Eduardo Filho.

Mais notícias