Outros sites Cofina
Negocios em rede
Mais informações

C•Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do universo Cofina.
Aqui as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Notícia

Murchidão do pinheiro na mira do projeto MycoExplorer

O combate e o controlo biológico da doença fazem-se através do desenvolvimento de um produto fitossanitário inovador e de fácil aplicação em campo.

18 de Fevereiro de 2021 às 08:56
Cláudia Vicente representou a equipa que desenvolveu o MycoExplorer
Cláudia Vicente representou a equipa que desenvolveu o MycoExplorer
  • ...

Criar soluções inovadoras para o combate da doença da murchidão do pinheiro, causada pelo nemátode da madeira do pinheiro (NMP), é a meta do projeto MycoExplorer/PineEnemy. O trabalho surge assente na utilização de um produto de origem biológica: os fungos. Este é um projeto que deriva diretamente do projeto PineEnemy, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), sendo liderado pelo INIAV (através doLaboratório de Nematologia, NemaINIAV) em colaboração com a Universidade de Évora (NemaLAB).

O MycoExplorer é composto por quatro fases: duas fases inerentes à investigação com análise transcriptómica e análise metabolómica dos fungos naturalmente existentes nas árvores (micobiota natural) e já identificados pela sua ação nematodicida relativamente ao NMP.


Uma terceira fase que compreende a aplicação em campo, também conhecida por proof-of-concept, e a fase final de transferência de conhecimento à comunidade e principais "stakeholders".


Os responsáveis pelo projeto explicam que os resultados já obtidos e os ensaios em curso "terão ainda de ser validados no terreno, em estreita colaboração com as associações de produtores florestais" e passar pela verificação por parte das autoridades fitossanitárias.

 

Reconhecimento do trabalho feito

O MycoExplorer foi distinguido na categoria Sustentabilidade na Produção e Transformação e a equipa de trabalho acredita que este prémio "representa um reconhecimento científico da investigação já iniciada e uma valorização do potencial inovador do MycoExplorer". O produto desenvolvido poderá integrar a atual estratégia de controlo do NMP e, como tal, "ser uma mais-valia na sustentabilidade da floresta nacional, e mesmo em termos mundiais", refere a equipa.

O prémio agora recebido será utilizado para o financiamento de uma das fases metodológicas "mais dispendiosas, que não foi inicialmente contemplada no projeto PineEnemy, exigindo por isso um maior reforço de verba". É que "no decurso dos trabalhos surgiu a ideia de aprofundar mais esta vertente e daí termos avançado para o MycoExplorer, sendo este prémio crucial para a sua implementação". Para já, e sendo o MycoExplorer um projeto I&D, ele tem como principal fonte de financiamento a FCT e, o projeto PineEnemy.

Repercussões futuras

Os resultados deste projeto terão repercussão direta em toda a fileira do pinheiro, desde os produtores florestais nacionais e internacionais até ao setor da indústria. A equipa de trabalho refere ainda a possibilidade de "um interesse acrescido para as empresas de fitofármacos que apostam cada vez mais em soluções inovadoras e alternativas à aplicação de pesticidas para controlo de pragas e doenças". Assim sendo, estes podem ser "os nossos principais investidores". 

Através do MycoExplorer pretende-se ainda estabelecer ensaios, sob a tutela das autoridades fitossanitárias e em colaboração com as associações de produtores florestais, para testar os produtos "no terreno"; promover ações de formação do uso de agentes biológicos na prevenção da doença junto das associações florestais como modo de divulgação dos resultados do projeto e dos ensaios de campo.

Mais notícias