Semana da Economia Braga 2019 Braga: um concelho exportador a fazer crescer o emprego

Braga: um concelho exportador a fazer crescer o emprego

A 4.ª Semana da Economia de Braga 2019 foi o palco escolhido pelo presidente da câmara e da Agência de Dinamização Económica do concelho, Ricardo Rio, para fazer o balanço dos primeiros cinco anos de ação da InvestBraga.
Braga: um concelho exportador a fazer crescer o emprego
Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga
Braga é o sexto município do país com maior volume de exportações. Sobe para a terceira posição do ranking se as contas contemplarem todos os bens e serviços efetivamente produzidos na região, incluindo os de empresas que apenas tenham sede em Lisboa. Segundo estas contas, o concelho garantiu 3,6% das exportações nacionais, mais de 2 mil milhões de euros.
Os números foram sublinhados por Ricardo Rio, presidente da Agência para a Dinamização Económica de Braga (InvestBraga) e da câmara municipal, no Fórum Económico que a cidade acolheu entre os dias 3 e 7 de junho. O evento integrou a 4.ª edição da Semana da Economia de Braga e além do debate de ideias serviu para fazer um balanço das atividades da InvestBraga, nos cinco anos de existência que a agência está a assinalar.

Braga no radar da inovação e do investimento
"Fomos durante muitos anos uma cidade capaz de atrair investimento pela sua capacidade produtiva e pela qualidade dos seus recursos humanos", destacou Ricardo Rio. Nos últimos anos, "temos procurado reconverter essa realidade", para ir mais além e fazer de Braga "um referencial internacional do ponto de vista da inovação e do investimento diferenciador à escala global", acrescentou o responsável.
Para alcançar estas metas, o braço da autarquia para a captação de investimento, dinamização da economia e incentivo ao empreendedorismo tem um plano estratégico que estará no terreno até 2026, mas que já apresenta resultados. A aposta nestes vetores está a criar mais de 2 mil empregos anuais e reforçou a capacidade de captar investimento. Em 2018, Braga "acolheu 32 novos investimentos externos", revelou Ricardo Rio.

Startups captam investimentos de 40 milhões de euros
Nos últimos cinco anos, a InvestBraga acompanhou 490 projetos empresariais, com mais de uma centena destas iniciativas a terem origem internacional e deu suporte ao reforço de investimento no concelho de várias multinacionais. Só a Bosch criou 800 novos postos de trabalho em Braga no ano passado, a Fujitsu 150 e a Accenture outros tantos, destacou Ricardo Rio.
Para o hub de inovação do município, a Startup Braga, o ano de 2018 também foi um sucesso. As startups da comunidade angariaram investimentos na ordem dos 12,2 milhões de euros. A Startup Braga incubou 16 projetos e acelerou 12. Uma perspetiva mais ampla, que abrange os cinco anos que tem a iniciativa, mostra que o investimento alcançado pelas 135 startups da comunidade atingiu os 40,2 milhões de euros, tendo sido criados mais de 600 postos de trabalho.


3,6%
das exportações nacionais.

2 mil milhões
de euros de exportações.

490
projetos empresariais apoiados pela InvestBraga nos últimos 5 anos.



Nelson Souza destaca bom aproveitamento de fundos comunitários

Braga tem aproveitado os fundos comunitários para criar uma verdadeira smart city, apostando em novas indústrias sem deixar para trás os setores tradicionais, defende o ministro do Planeamento.
Nelson Souza, ministro do Planeamento, passou por Braga na Semana da Economia para dizer que o concelho é "um bom exemplo na utilização de fundos estruturais" e que está a trabalhar em várias frentes para criar uma "verdadeira smart city".
"Revejo-me totalmente naquilo que foi e está a ser conseguido em Braga", disse o responsável no encerramento do evento, destacando a capacidade que a cidade tem tido para se renovar, dando espaço aos novos negócios e às start-ups, sem deixar para trás as indústrias tradicionais. É uma "aposta na inovação em que contamos com todos", sublinhou.
No âmbito do Portugal 2020, foram já apoiadas 500 empresas do concelho de Braga, revelou Nelson Souza, através das quais estão em curso investimentos na ordem dos 280 milhões de euros. Em média, os projetos são apoiados a 50% e têm-se destacado pela "qualidade e exigência".
O ministro do Planeamento adiantou ainda que está executado cerca de 40% do investimento previsto nos projetos em curso. Por realizar estão outros 60%.
A dinamizar o investimento no concelho está também o programa +Indústria, integrado no Plano Estratégico para o Desenvolvimento Económico de Braga. A iniciativa arrancou em 2015 e enquadrou os planos de investimento privado e público e de regeneração das áreas empresariais do concelho, prevendo um investimento privado de 359 milhões de euros e a criação de 2.413 novos empregos, pelas 51 empresas envolvidas. A verba foi ultrapassada já em 2018, revelou Ricardo Rio, e estima-se agora que atinja os 528 milhões de euros até ao próximo ano. Empregos foram já criados 2.169.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI