Outros sites Cofina
Negocios em rede
Mais informações

C•Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do universo Cofina.
Aqui as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Notícia

APAT defende integração do transporte aéreo na JUL

A medida não será para implementar a curto prazo, mas pode vir a ser uma realidade. A APAT considera que é uma oportunidade a não desperdiçar.

28 de Outubro de 2019 às 10:38
  • ...
A Associação dos Transitários de Portugal (APAT) aplaude a implementação da Janela Única Logística. "É um projeto que significa facilidade, modernidade e eficiência e que nos vai ajudar a movimentar cargas mais rapidamente", admite António Nabo Martins.

"Quanto mais rápidos formos a tirar cargas dos navios, mais eficientes nos tornamos, menos custos temos e melhor rentabilizamos toda a cadeia logística", sublinha o presidente da APAT, acrescentando que este é um ingrediente indispensável para melhorar a competitividade do país nesta área de atividade e dar escala à tão falada economia do mar.

A APAT defende, no entanto, que a nova plataforma tecnológica devia interligar-se também ao transporte aéreo e garante que já deu a conhecer a opinião à tutela. "Muitas cargas não se movimentam com tanta facilidade por causa de algumas entropias na conectividade dos sistemas que interligam os diversos atores", aponta a APAT.

"Tendo nós agora uma ferramenta informática, que ainda para mais é gerida por um organismo público do Estado, em que já estão ligados todos os outros modos de transporte, portos secos, autoridades e todas as outras entidades que também participam de alguma forma no transporte, porque não colocar também aí o transporte aéreo?", questiona o presidente da associação.

A APAT garante que a Direção-Geral dos Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, que conduz a implementação da JUL, mostrou abertura para discutir a proposta, mas a associação também sublinha que este é um tema em início de debate, até pela impossibilidade de incluir a medida no projeto atual, financiado pelo Portugal 2020.
Mais notícias