Outros sites Cofina
Notícia

Almada: Serviços e empresas de transportes em destaque

Depois de um passado centrado na indústria pesada, o concelho procura novos investidores e fontes de emprego para a população. O turismo e a área tecnológica são potenciais caminhos.

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O tecido económico do concelho de Almada está, historicamente, muito associado à indústria pesada. Os estaleiros da Lisnave na Margueira e as empresas suas fornecedoras eram grandes empregadores do concelho. O seu desmantelamento provocou uma alteração estrutural em Almada e o atual "ranking" das principais empresas do município mostra bem como muito desse passado se desvaneceu.

Entre as maiores empresas do concelho estão as empresas de transportes TST - Transportes Sul do Tejo e Fertagus, a par da Infraestruturas de Portugal, em primeiro lugar no "ranking", com um volume de negócios a rondar os 1,16 mil milhões de euros. Em segundo lugar, mas já a grande distância, está o Hospital Garcia de Orta , com 138,1 milhões de euros de volume de negócios. Nas dez maiores, apenas a EID, fornecedor de material militar, pertence à indústria.

O objetivo da Câmara Municipal de Almada é reforçar o investimento privado em áreas como o turismo ou a área tecnológica, tirando partido da ligação com a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova.

O projeto da Cidade da Água, que vai resultar da reconversão dos antigos estaleiros da Lisnave e restante área industrial ribeirinha, promete ter enorme impacto no concelho. Dali resultarão áreas de habitação e serviços, um terminal fluvial e uma marina.

Apesar de ser um concelho envelhecido - com cerca de 151 idosos por cada 100 jovens -, tem crescido o interesse de famílias jovens por Almada. Até porque o aumento dos preços do imobiliário na margem norte está a levar muitas pessoas a procurar outras soluções. Ainda assim, não há para já dados que permitam aferir com exatidão este movimento.

Uma questão que continua a marcar o concelho é o problema da mobilidade, com a necessidade de melhorias na rede de transportes públicos e de uma nova travessia sobre o Tejo referida como cada vez mais urgente.