Outros sites Cofina
Notícia

João Vieira de Almeida é o 34.º Mais Poderoso de 2019

Líder da firma da Vieira de Almeida & Associados, João Vieira de Almeida foi considerado o gestor do ano das sociedades de advogados a nível europeu. O seu escritório este envolvido em alguns dos principais negócios recentemente realizados em Portugal.

07 de Agosto de 2019 às 11:00
Bruno Simão
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Lidera há quase duas décadas uma das principais sociedades de advogados do país. É o responsável por uma equipa de profissionais que, à semelhança dos anos antecedentes, voltou a assessorar juridicamente algumas das mais importantes transações que marcaram o panorama empresarial português no últimos anos. João Vieira de Almeida é, pelas razões expostas, mas não só, um nome incontornável do grupo restrito dos mais poderosos da economia nacional. Mas não só, já que em 2019 foi reconhecido, a nível europeu, como o gestor do ano no setor das sociedades de advogados.

Enquanto presidente da direção da Vieira de Almeida & Associados (VdA) conseguiu levar o seu escritório a um patamar de topo, reforçou-lhe o estatuto de firma de referência a nível nacional, conduziu o seu processo de internacionalização, fazendo com que hoje esteja presente, além de Portugal, em outras 12 jurisdições, através da chamada VdA Legal Partners: Angola, Cabo Verde, Camarões, Chade, Congo, Gabão, Guiné Equatorial, Guiné-Bissau, Moçambique, República Democrática do Congo, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Apesar da forte presença internacional, o foco principal da VdA e do seu "managing partner" continua a ser o mercado português. A importância que a sociedade tem na economia nacional, e por consequência o seu presidente, é expressa através dos serviços que os seus advogados voltaram a assegurar. O escritório que João Vieira de Almeida esteve, uma vez mais, envolvido no apoio jurídico a algumas das principais operações no mundo empresarial ocorridas entre o segundo semestre de 2018 e os primeiros seis meses deste ano. A sociedade assessorou juridicamente o Estado nas negociações para a tomada de controlo do Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP).

Outras das principais transações em que a sociedade marcou presença, a par da PLMJ, está a recente venda, por 660 milhões de euros, das torres da Meo a um consórcio que inclui a Morgan Stanley e a Horizon Equity Partners, fundo liderado pelo ex-ministro António Pires de Lima e pelo ex-secretário de Estado das Infra-estruturas e Telecomunicações Sérgio Monteiro.


Os poderes de João Vieira de Almeida
A carregar o vídeo ...
Nos cinco critérios do Negócios para analisar o poder, veja porque ficou João Vieira de Almeida na 34ª posição na lista dos Mais Poderosos de 2019.

Além de manter o apoio ao Banco de Portugal, o que sucede desde 2014, no âmbito dos dossiês relacionados com a resolução do BES, também a Caixa Geral de Depósitos contratou recentemente a Vieira de Almeida para avaliar eventuais ações contra ex-gestores entre 2000 e 2015. Relembre-se que estão em causa perdas de 1,2 mil milhões de euros em financiamentos de risco. A sociedade esteve também envolvida, por outro lado, no lançamento pela Efacec, empresa controlada pela empresária angolana Isabel dos Santos, de uma emissão obrigacionista no valor de 58 milhões de euros.

Ainda no domínio das áreas do direito financeiro e societário, o escritório de João Vieira de Almeida participou na assessoria jurídica a uma das mais importantes operações de mercado de capitais realizadas este ano. Esteve ao lado do Haitong Bank, coordenador global da oferta pública de obrigações da TAP, e dos bancos colocadores - Activo Bank, Banco Best, Banco Carregosa, Bankinter, Caixa BI, CCAM, Caixa Geral de Depósitos, Millennium BCP e Novo Banco. As Obrigações TAP 2019-2023 atingiram um valor global de 200 milhões de euros. A companhia aérea foi assessorada pela PLMJ.

O primeiro-ministro [António Costa] tem feito um trabalho incrível do ponto de vista de gestão política.

Acho fundamental que a CGD se mantenha pública.

João Vieira de Almeida
"Managing partner" da VDA, em entrevista ao Eco/Advocatus 5 de setembro de 2018

O trabalho desenvolvido nestas áreas tem sido, aliás, reconhecido pela atribuição de sucessivos prémios. Em 2019, e pelo 8.º ano consecutivo, recebeu a distinção de "Most Active Law Firm in Bonds" por parte da Euronext Lisbon. Desde a sua existência, em 2011, este prémio tem sido sempre atribuído à VdA, distinguindo a sua atividade neste setor.

No que toca a distinções, o ano em curso não foi exceção também a nível internacional. O escritório foi distinguido como o mais inovador do ano nos prémios "IFLR Europe Awards 2019", assim como ganhou, pela segunda vez consecutiva, o galardão do Euromoney LMG "Best Firm for Women in Business Law: Portugal", tendo por base o trabalho desenvolvido ao nível da promoção da igualdade de género dentro da organização.

João Vieira de Almeida fotografado para uma entrevista no seu escritório. O filho de Vasco Vieira de Almeida é um dos advogados mais prestigiados em Portugal.
João Vieira de Almeida fotografado para uma entrevista no seu escritório. O filho de Vasco Vieira de Almeida é um dos advogados mais prestigiados em Portugal. Bruno Simão

Além de tudo o já referido, a nível individual, uma das mais prestigiantes distinções europeias no mundo da advocacia empresarial foi atribuída a João Vieira de Almeida. Foi considerado o gestor de sociedades de advogados na Europa, no âmbito dos "The Lawyer European Awards" de 2019. Na hora de agradecer, lembrou que "mais do que um reconhecimento pessoal, este prémio reflete o sucesso de toda a firma, bem como o profissionalismo e a excelência do setor da advocacia empresarial em Portugal". Não guardou o prémio para si, mas esta distinção é sua. Embora avesso a aceitar que assim seja, é um nome incontornável do grupo restrito dos mais poderosos da economia nacional.


Desde 2015 que integra esta lista
Evolução da classificação ao longo dos anos

Desde 2015, ano que marcou o arranque decisivo do processo de internacionalização da seu escritório de advogados, que João Vieira de Almeida integra a lista dos mais poderosos da economia portuguesa. Este ano manteve a 34.ª posição do ranking.

Mais notícias