Outros sites Cofina
Notícia

Leitek: Drones que salvam vidas

A sua missão é tornar o mundo mais seguro através da tecnologia. A Leitek desenvolve soluções para a deteção antecipada de incêndios e drones de salvamento marítimo.

Helena C. Peralta 19 de Março de 2019 às 11:00
Mariline Alves/Cofina
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Cleo Dinis Leite era consultor numa multinacional, mas sonhava abrir o seu próprio negócio. Com uma pós-graduação em Física e Engenharia Aeronáutica e outra em Astronáutica, começou por maturar duas ideias de negócio: uma na vigilância das florestas e outra na área de segurança de aeronaves. "Se tinha 'know how' nesta matérias, porque não arriscar num projeto meu?", questionava-se. Resolveu arriscar e foi assim que nasceu, em 2017, a Leitek Innovative Solutions, uma start-up de base tecnológica da qual é o único acionista.

Para se lançar nesta aventura começou por descobrir os melhores parceiros a nível mundial e com um simples telefonema, dirigido à Insight Robotics, líder mundial de soluções de gestão de florestas e deteção de incêndios, fechou um contrato de parceria. Tornou-se representante exclusivo no mercado ibérico e apresentou o que diz ser a primeira solução no mundo capaz de identificar um incêndio com apenas 2 metros quadrados e num raio de 5 quilómetros.

Numa primeira fase começou apenas por representar soluções, mas depressa iniciou um ciclo de desenvolvimento de produtos tendo por base as tecnologias da Insight Robotics. Ou seja, através de parcerias com o Centro de Estudos de Incêndios Florestais começou a desenvolver partes de software com modelos preditivos da progressão do fogo, integrados no sistema já existente. "Ganhámos um concurso relevante, na Madeira, onde a nossa solução já está implementada com sucesso. Há uns dias o sistema detetou um incêndio verdadeiro, o que nos entusiasmou bastante", afirma Cleo Dinis Leite. Este sistema funciona através de uma análise avançada de imagens em combinação com tecnologia térmica, permitindo a deteção precoce de incêndios mesmo com reduzida visibilidade.


Drone Savior premiado

Em paralelo, a Leitek foi também desenvolvendo soluções na aviação não tripulada (drones) em parceria com a Aeronautics e a Flir Unmanned. "Criámos uma solução própria para salvamento marítimo, o sistema Drone Savior, que foi premiada e já foi vendida à Câmara Municipal de Oeiras", diz. Instalado na praia de Santo Amaro de Oeiras, este primeiro drone consegue socorrer quatro pessoas em perigo de afogamento, lançando para a água uma boia que se insufla em 40 segundos.

Escusando-se a revelar os números da atividade, Dinis Leite diz que a empresa multiplicou por 10 o seu volume de negócios de 2018 e estima multiplicar por 20 o de 2019. Tem apenas cinco colaboradores, mas garante que vão necessitar de fazer novas contratações em breve, nomeadamente na área de pilotos de drones e engenharia de software. Até agora a estratégia de crescimento tem sido suportada pelo investimento de capitais próprios e apoio da banca, sem ter necessidade de abrir o capital à entrada de sócios.

Tome Nota

Soluções para melhorar o mundo

A missão da Leitek passa por trazer para o mercado soluções que permitam viver de forma mais segura num mundo em constante transformação.

Áreas da segurança são prioritárias
A Leitek faz parte do ecossistema português de empresas de Base Industrial e Tecnológica de Defesa (plataforma IDD) através das parcerias que estabeleceu com alguns dos maiores fabricantes mundiais. Tem já assinados contratos com entidades públicas, da qual é exemplo a GNR, para a qual vendeu uma solução de Remote Pilote Aircraft System (RPAS), ou seja, drones, para o Grupo de Intervenção e Socorro. Também fornece a Força Aérea, o Exército, entre outras forças nacionais.


Levantamento aéreo também é negócio
Outra área onde a Leitek está a entrar, como forma de alargar o seu negócio é o levantamento aéreo inteligente para o mercado profissional de florestas, construção, indústria e segurança. Com recurso a drones profissionais faz levantamentos de dados para duas principais indústrias: a florestal e a construção.
Apresenta para isso soluções de Remote Pilote Aircraft System (RPAS) - drones - para deteção precisa e antecipada de ameaças humanas e naturais, e através de um sistema de cores RGB e Multiespectral faz a captura e mapeamento de terreno em alta resolução e avaliações aéreas precisas.
Estas são soluções dirigidas a gestores de negócios para que possam responder a ameaças e gerir solos e construções de forma a otimizar ao máximo a sua produção.