O Bankinter quer trabalhar com empresas boas

Em Portugal as empresas exportadoras resistiram melhor à crise e são as que mais crescem em termos médios. "Por isso têm maiores necessidades de serviços financeiros", disse José Luis Vega
O Bankinter quer trabalhar com empresas boas
José Luis Vega é o director de banca de empresas do Bankinter Portugal.
Simão Freitas
Filipe S. Fernandes 22 de fevereiro de 2018 às 12:47
"O negócio internacional é um dos pilares do banco em Espanha e 24% das receitas geradas no segmento das empresas vem do negócio internacional", referiu José Luis Vega, director de banca de empresas do Bankinter Portugal. "Em Portugal queremos seguir a mesma estratégia", acrescentou.

Em Portugal as empresas exportadoras foram as que resistiram melhor à crise e são as que mais crescem em termos médios. "São pois as que têm maiores necessidades de serviços financeiros e as que têm melhores rácios de rentabilidade e de solvência", analisou o gestor bancário. "O Bankinter quer trabalhar com empresas boas para ser um banco com pouca morosidade, rentável e solvente, que é a única forma de garantir que vamos continuar no futuro a prestar os serviços aos nosso clientes".

Clientes no calçado e têxtil

No sector do calçado e dos têxteis e vestuário, em termos de clientes, duplicaram o número de empresas clientes e no crédito a quota passou de 0,25% em 2015 para 2% em 2017, que é uma quota superior à média que o banco tem nas empresas. "A aposta no banco nestes dois sectores é clara. É verdade que o dinamismo destas empresas ajuda a que o banco as acompanhe. O nosso objectivo é termos mais quota e por isso vamos continuar a bater às portas destas empresas para ter oportunidade de discutir âmbitos de colaboração e de as acompanhar nos seus projectos de expansão nacional ou internacional" declarou José Luis Vega.

Salientou ainda que o Bankinter tem "disponibilidade plena para apoiar o negócio internacional" ,e "uma panóplia de produtos, para os clientes empresariais, que cobre muito bem as necessidades de qualquer empresa". Por exemplo, recentemente lançaram em Portugal um novo módulo vocacionado para negócios internacionais dentro da plataforma Web Bankinter Empresas. "É uma solução na Web, para clientes em Portugal, e que foi concebida com a colaboração de empresas nossas clientes. Trata-se de clientes muito activos a nível de exportações e com grande exigência na qualidade das plataformas que utilizam. Os clientes, que já aderiram a esta solução, têm-nos dado um feedback muito positivo", afirmou o director de empresas do Bankinter Portugal.

Antes da conferência da Plataforma Empresarial que se realizou em Braga no passado dia 8 de fevereiro, o Bankinter fez a entrega do galardão PME Líder a duas dezenas de empresas da região. Esta é uma atribuição de carácter público que resulta de uma parceria dos bancos como o Bankinter com o IAPMEI e com o Turismo de Portugal. Através do Bankinter receberam a distinção de PME Líder duas centenas de empresas.





A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
pub