Outros sites Cofina
Notícia

Paula Amorim é a 12.ª Mais Poderosa de 2017

Da moda de luxo para "vestir", também o petróleo, a banca, a cortiça, os cocos, a soja, o arroz e o feijão, entre muitos outros negócios. Paula Amorim sucedeu ao falecido Américo na liderança de um dos grupos mais relevantes da economia nacional. Tal como o pai, não gosta de dar entrevistas, mas não consta que tenha herdado o seu mau feitio. Na liderança do império da família mais rica de Portugal, a mais "fashion" das três irmãs Amorim tem uma paixão por sapatos e odeia galinhas.

A carregar o vídeo ...
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...


Porque entra

A mais natural das entradas na lista dos Mais Poderosos: com a morte de Américo, a sua filha mais velha, que tinha assumido a presidência do grupo já no ano passado, toma o lugar do pai neste "ranking", ocupando o mesmo 12.º lugar. Paula Amorim lidera o império empresarial da família mais rica de Portugal, com uma fortuna avaliada em cerca de quatro mil milhões de euros, que assenta numa vasta paleta de negócios, que vão da banca ao petróleo, passando pela fundacional cortiça.

__________________________________________
 
No arranque desta década, tinham os seus dois filhos 12 e 8 anos, a mais velha das três filhas do falecido Américo Amorim conciliava a presença na administração de algumas empresas da família com a gestão da sua Fashion Clinic, adquirida cinco anos antes. Um negócio que lhe deu independência financeira e o saber quanto a custa ganhar. "O respeito que tenho pelo meu dinheiro, pelo dinheiro da minha mãe e do meu pai é o mesmo. É dinheiro de alguém que trabalha. Compro tudo com o meu dinheiro. Sou auto-suficiente desde que tenho a Fashion Clinic", afirmou, orgulhosa, à revista Máxima. "É o seu símbolo de iniciativa e independência. Um gosto pessoal que escolheu e pôs em prática totalmente sozinha", reforça um amigo sob anonimato.

Um percurso em nome próprio na construção de um império da moda e do luxo. Paula Fernanda Ramos Amorim, 46 anos, detém uma rede de quatro lojas da Fashion Clinic, que vende vestuário e artigos de luxo de marcas como Prada, Christian Louboutin ou Jimmy Choo, em Lisboa e no Porto, a que acresce uma franquia da italiana Gucci e o espaço JNcQuoi na lisboeta Avenida da Liberdade. Um conglomerado sob o chapéu da Amorim Luxury, sociedade que tem como CEO Miguel Guedes de Sousa, com quem Paula se casou, com separação de bens, em Dezembro de 2012.
Paula Amorim garantiu que está à frente da Galp 'num sentido de continuidade'. O CEO assegurou que 'vai ser fácil' a relação com a 'chairwoman'.
Paula Amorim garantiu que está à frente da Galp "num sentido de continuidade". O CEO assegurou que "vai ser fácil" a relação com a "chairwoman".
A viver em Cascais e com múltiplas viagens ao estrangeiro, Paula Amorim continua a ganhar mundo e a cumprir o conselho do pai, que um dia disse: "Saiam de Mozelos [sede da Corticeira Amorim]. Lavem a cabeça no mundo. Não se deixem aprisionar pela mentalidade do caldo-verde." Então o pai Américo confiou na sua primogénita a missão de lhe suceder na liderança da maior fortuna portuguesa.

Na definição de carácter, quem a conhece coloca na bandeja das virtudes características como as de ser responsável, independente, centrada no seus objectivos e ter bom gosto. Na bandeja dos defeitos, apontam-lhe o facto de ouvir pouco e ser vaidosa. Além da paixão pelos sapatos, jóias, bons hotéis, malas Birkin, Paula gosta de boa comida, do ritual da refeição, tendo uma atracção fatal por uma boa sopa. Na sua lista de "não gosto" encontram-se itens como acordar cedo, galinhas, multidões e confusão.

Entretanto, desde Abril de 2012 que Paula Amorim era vice-presidente da Galp Energia, sob a liderança do seu pai. A confirmação de que a filha mais velha era a escolhida por Américo como sua sucessora surgiu no final de 2011, com a criação do Grupo Américo Amorim, no qual Paula assumiu então o cargo de vice-presidente.

O respeito que tenho pelo meu dinheiro, pelo dinheiro da minha mãe e do meu pai é o mesmo. É dinheiro de alguém que trabalha. Compro tudo com o meu dinheiro. Sou auto-suficiente desde que tenho a Fashion Clinic.

Eu não tenho grandes fórmulas de gestão. Sou muito mais adepta do trabalho do que da gestão. Aposto na galvanização das pessoas, que são o mais importante do negócio.

A mulher tem condições de desempenhar funções de gestão e liderança com grande naturalidade, serenidade e confiança, aliadas a uma intuição e sensibilidade próprias do temperamento feminino.
Paula Amorim
Presidente do Grupo Amorim e da Galp

A irmã Marta e Francisco Rego, marido da sua outra irmã Luísa, também estão na administração do grupo, que conta ainda com Fernanda, viúva de Américo, e com Jorge Seabra, ex-dono da Coelima e único da equipa exterior à família.

Discreta e muito "fashion", com o 12.º ano e a frequência do curso de Gestão Imobiliária na Escola Superior de Actividades Imobiliárias, Paula desperta desconfiança junto de meio mundo. Mas um amigo de Paula garante, sob anonimato, que a empresária "conhece os assuntos todos como agora na Galp".

Em Outubro passado, Paula garantiu que nada iria mudar na relação entre o accionista de referência e a gestão executiva da Galp. "Não vai mudar absolutamente nada. Estou aqui num sentido de continuidade", disse. Presidente do Grupo Amorim, Paula está agora aos comandos do destino de um império que, entre muitos outros activos, controla a líder mundial do sector da cortiça (Corticeira Amorim), a Galp, o Banco Único (36,4%), em Moçambique, o Banco Luso-Brasileiro (43%), no Brasil, 10% do português Carregosa e 25% da marca de roupa de luxo Tom Ford. E detém vastas áreas de montado de sobro, complementadas com outras culturas no Alentejo e a duriense Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo.


Ainda no negócio da natureza, a Amorim detém uma imensidão de interesses em África e no Brasil. Em Moçambique, na região da Zambézia, o grupo participa, em consórcio, num projecto de exploração de cerca de 19 mil hectares de terra, com várias culturas, especialmente de soja, arroz e feijão. No Brasil, na região da Baía, o grupo é dono de um extenso coqueiral com 700 hectares de área e uma produção anual de 10 milhões de cocos.

Este vasto coqueiral faz parte do projecto imobiliário e turístico que o grupo Amorim detém no estado da Baía - um na Praia do Forte, outro em Maraú, envolvendo 30 milhões de metros quadrados, com frente de praia de cerca de 9,6 quilómetros, que prevê a construção de três hotéis, quatro centenas de moradias, mais de mil apartamentos e campos de golfe.

Tudo isto, que faz dos Amorim a família mais rica de Portugal, com uma fortuna avaliada em cerca de quatro mil milhões de euros, está agora sob a liderança de Paula.

Bilhete de identidade

 Cargo: Presidente do Grupo Américo Amorim
 Naturalidade: Nasceu no Porto a 20 de Janeiro de 1971
 Formação: Frequentou o curso de Gestão Imobiliária na Escola Superior de Actividades Imobiliárias
 Outros cargos: Presidente da Galp, fundou a Fashion Clinic e a Amorim Luxury.