Prémio Portugal Digital Awards: Os Melhores Projetos de Transformação Digital em Portugal

As candidaturas à 4.ª edição dos Portugal Digital Awards encerram já no dia 5 de outubro.
Prémio Portugal Digital Awards: Os Melhores Projetos de Transformação Digital em Portugal
Vergílio Rocha, EDP, venceu o Prémio Carreira 2018.
David Martins
Filipe S. Fernandes 03 de outubro de 2019 às 15:00
Os Portugal Digital Awards distinguem os líderes empresariais e os melhores projetos e transformação digital e são uma iniciativa do Jornal de Negócios e IDC, em parceria com a Axians. Tem como principal objetivo reconhecer as organizações e os líderes empresariais que têm a visão e o arrojo para elevar as suas empresas ao nível mais sofisticado, capacitando-os para a transformação digital dos seus negócios.

A transformação digital é uma realidade incontornável dos dias de hoje, seja para empresas, administração pública, ou para toda a sociedade, é um fenómeno de transformação externo a que as organizações se devem adaptar e para o qual podem contribuir.

A transformação digital dos negócios implica a utilização de tecnologias da denominada terceira plataforma, como a Cloud, a Internet das Coisas e o Big Data, entre outras. Estas permitem criar valor e vantagens competitivas para enfrentar um mundo global e em constante aceleração.

Céline Abecassis-Moedas, um dos novos membros do júri.
João Dias, AICEP, Axians Best Digital Leader

Em 2018 estima-se que cerca de 20% do valor criado na economia já é diretamente suportado pelo digital. As previsões da IDC apontam para que, em 2021, pelo menos 30% da economia nacional já esteja digitalizada, impulsionada pelas novas ofertas digitais, pela digitalização das operações e das cadeias de valor, assim como pela integração entre os canais físicos e digitais.

As candidaturas estão abertas até 5 de Outubro de 2019 (próximo sábado) e, segundo Gabriel Coimbra, country manager da IDC Portugal, estão a ser recebidas "estamos a receber candidaturas de todos os setores da economia".

As principais mudanças do prémio passam pelo "processo de avaliação que passou a incluir pitch por parte da parte das melhores candidaturas", afirma Gabriel Coimbra. Além disso, o júri é "mais alargado e conta três mulheres que trazem, por um lado, com a Celine Abecassis-Moedas e a Patrícia Teixeira a representarem duas das melhores escolas de gestão de Portugal, uma visão académica, mas muito prática e orientada ao mercado empresarial, ao nível da gestão. E por outro, com a Patrícia Candeias, uma visão de inovação".

Júri mais feminino

Este ano dos 15 membros do júri três são mulheres. Céline Abecassis Moedas, que é diretora da Formação de Executivos, fundadora e Diretora Académica do Center for Technological Innovation & Entrepreneurship e Professora Associada nas áreas de Estratégia e Inovação na Católica-Lisbon. Patrícia Candeias é atualmente a Diretora para a inovação do Museu das Comunicações, com um percurso profissional de mais de 20 anos, dedicou os últimos 15 à Altice onde desempenhou funções em diferentes áreas, e Patrícia Lopes, associate dean da Porto Business School e professora auxiliar do Grupo de Contabilidade e Gestão da Faculdade de Economia do Porto.

Os restantes membros são:
André Veríssimo - diretor do Jornal de Negócios; Bernardo Rodo - presidente do IAB; Bruno Horta Soares - presidente da ISACA Lisbon Chapter e docente no Programa Digital Transformation da Católica Business School; Fernando Bação - professor Associado e Subdiretor da NOVA IMS; Gabriel Coimbra - country manager da IDC Portugal; João Dias - administrador do AICEP; José Tribolet - professor catedrático do Instituto Superior Técnico e presidente da Comissão Executiva do INESC; Miguel Fontes - Pedro Afonso, administrador da Axians; Rogério Carapuça - presidente do APDC; Vergílio Rocha - assessor do Conselho de Administração Executivo da EDP.

Por sua vez o Comité especial do júri é formado por: Francisco Barbeira - administrador executivo do BPI; Pedro Afonso - CEO da Vinci Energies Portugal; Rogério Campos Henriques - vice-presidente da Comissão Executiva da Fidelidade.


As categorias 

Além das oito categorias, que fazem um best of da transformação digital, o júri também atribui um Prémio Carreira.

Best Digital Strategic Tools: Melhoria do processo de decisão;
Best Digital Product & Customer Experience: Inovação e criação de novos produtos/serviços e/ou melhoria da experiência do cliente;
Best Digital Workplace: Melhoria da produtividade e efetividade dos colaboradores;
Best Digital Operational Process: Melhoria e otimização de processos de negócio da organização;
Best Digital Platform: Criação de plataformas digitais para desenvolvimento de parcerias.
Best Digital Transformation Idea: a melhor ideia de transformação digital.
Best Digital Transformation Project: o projeto de Transformação Digital com maior impacto.
Best Digital Leader: a personalidade que mais se distinguiu na transformação digital no território nacional e que é selecionado pelo júri.

Como concorrer
Para apresentar a candidatura até 5 de Outubro, mais informações em http://www.portugaldigitalawards.pt




Marketing Automation certified by E-GOI