A revolução blockchain segundo Don Tapscott

Don Tapscott chama à tecnologia de blockchain "o protocolo da confiança", pela sua capacidade de desintermediação descentralizada. E anuncia a emergência de uma segunda era da internet, a do valor, que substituirá a da informação.
A revolução blockchain segundo Don Tapscott
Filipe S. Fernandes 29 de novembro de 2018 às 15:30

"Rethinking Marketing for the 2nd Era of the Digital Age"
por Don Tapscott consultor e conselheiro de decisores mundiais, Keynote Speech + Q&A
com André Veríssimo
9h30 de 30 de Novembro de 2018

As empresas precisam de se tornar digitais e a base da nova era é a tecnologia blockchain, defende Don Tapscott.

Quais foram as principais mudanças na economia digital desde 1995?
A principal conclusão é de que o digital estava a entrar numa segunda era. A primeira era baseada em mainframes, minicomputadores, PC, Internet, Web, mobilidade, nuvem e big data. Agora, a tecnologia é capilar e está a penetrar tudo, desde o mundo físico, aos corpos e aos negócios.

A blockchain, a tecnologia subjacente às criptomoedas, eliminará os mercados de acções, desafiará a existência de bancos e ameaçara muitos sectores, como o governo e a administração pública.

Quais são os principais traços desta segunda segunda era digital?
O desenvolvimento mais importante é o blockchain, que muda de uma internet de informações para uma internet de valor.

Há 40 anos que temos a Internet da informação. Quando se envia informações por e-mail, documento do Word, PDF ou Powerpoint, está-se a enviar uma cópia. Mas quando se trata de activos como o dinheiro, acções e títulos, propriedade intelectual, até votos, enviar uma cópia não é uma boa ideia.

Confiamos em intermediários como bancos, empresas de cartão de crédito, governos, bolsas de valores, media sociais e outros, para autenticar a identidade e estabelecer confiança entre as duas partes. Fizeram um bom trabalho, mas são vulneráveis a ataques e não criam o valor que justifica as suas altas margens.

Agora, pela primeira vez na história da humanidade, duas ou mais partes, em qualquer lugar do mundo, têm confiança para transaccionar e fazer negócios de igual para igual. A confiança é estabelecida, não por intermediários poderosos, mas através de colaboração, criptografia e códigos inteligentes. É por isso que chamamos à tecnologia blockchain, de protocolo de confiança.

Disse uma vez que o blockchain seria superior a outras tecnologias emergentes, como a inteligência artificial. O que faz o blockchain tão revolucionário?
A empresa, um pilar do capitalismo moderno, será irreconhecível dentro de uma década. Com o surgimento de uma plataforma peer-to-peer global para a identidade, a confiança, a reputação e as transacções, poderemos reprojectar as estruturas profundas da empresa para inovação e criação de valor partilhado.

Estamos a falar sobre a construção de empresas do século XXI que se vão parecer mais com redes do que com as hierarquias verticalmente integradas características da era industrial.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI